NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Windows 8 chega amanhã, o que esperar

quinta-feira, 25 outubro, 2012 /
Windows 8 chega amanhã, o que esperar

Windows 8 estará disponível já amanhã em Portugal. O que esperar do Windows 8 da Microsoft face às versões anteriores do sistema operativo?

O Windows 8 chega já amanhã a Portugal e, avaliando as opiniões divididas sobre a nova versão do sistema operativo da Microsoft, as dúvidas são mais do que muitas. Se por um lado há quem pense que a Microsoft está no rumo certo, também há quem considere que a gigante norte-americana pode estar a cavar a sua própria sepultura. O que esperar, portanto, do Windows 8? Eis a nossa opinião.

Windows 8 chega amanhã, o que esperar

Windows 8 no PC e no Tablet

Um aspecto a ter em conta, antes de avançarmos para a interface do Windows 8, é que o novo sistema operativo foi criado a pensar tanto em utilizadores de PC's como de tablets. E se à partida esta combinação nos parecer algo perigosa, a verdade é que são as actuais tendências do mercado (e respectivos consumidores) quem as estão a ditar. E os tablets estão a ganhar terreno face aos PC's, que cada vez mais passam para segundo plano.

Deveria a Microsoft transportar o seu Windows Phone 8 para o segmento dos tablets e deixar o Windows 8 um exclusivo dos computadores? Não sabemos se isso iria funcionar, mas sabemos que um sistema operativo criado para computadores não funciona da mesma maneira em tablets. E se este é um segmento que cada vez mais começa a ganhar popularidade, especialmente quando já começa a revelar uma tendência para vir a substituir o PC em alguns aspectos do quotidiano (navegação Web, consumo de conteúdos multimédia e até mesmo edição de documentos), faz sentido adaptar o sistema operativo de forma a que este permita realizar essas mesmas funções.

Em tablets Android, ou até mesmo no iPad, existem claras limitações quando comparamos os respectivos dispositivos com um computador - há ainda funções que preferimos fazer, enquanto utilizadores, num desktop ou num portátil. Por outro lado, mexer num tablet Windows 7 não é, de todo, uma experiência intuitiva. À partida poderíamos pensar que, conhecendo o sistema operativo, a sua navegação num tablet se tornaria mais fácil. Mas não: é um sistema operativo criado para ser utilizado com um rato, e só nos apercebemos realmente disso quando tentamos navegar por ele utilizando exclusivamente gestos touch. Experimentem, por exemplo, abrir o Paint num tablet Windows 7, ou tentar utilizar as funcionalidades de um documento Word. É diferente. É mais difícil. Não é intuitivo. E esta é uma questão que, esperemos, o Windows 8 vem colmatar.

Windows 8 chega amanhã, o que esperar

Windows 8 e o Menú Iniciar

O Windows 8 apresenta-se como uma ruptura face às suas versões anteriores. O menú Iniciar, que sempre esteve presente, vai desaparecer. O motivo? Não faz sentido haver uma navegação "vertical" no novo sistema operativo da Microsoft, e este é um aspecto que certamente teve em conta os utilizadores de tablets. Com o novo design, o Windows 8 vem oferecer uma navegação horizontal, o que à partida deverá simplificar (e muito) a sua utilização - e este é um aspecto que deverá funcionar melhor quer utilizemos gestos touch, o rato ou um trackpad. Foram-se as diversas camadas de menús para passar a estar tudo disponível de imediato, à mão dos utilizadores.

Windows 8 chega amanhã, o que esperar

Melhorias no Windows 8

A maioria das melhorias, contudo, não são visíveis. Uma delas está relacionada com a própria interface gráfica do Windows 8, baseada em DirectX para renderizar textos e janelas, fazendo com que esta versão do Windows seja mais rápida e fluida que as anteriores. À partida essa rapidez também se deverá verificar no Internet Explorer 10 e no Office 2013.

Apesar de ainda não termos utilizado o Windows 8, as informações disponíveis sugerem-nos que também a gestão de impressoras terão sofrido diversas melhorias e simplificações - ou seja, elimina-se a necessidade de ter que se recorrer a várias drives. Com o Windows 8 deverá ser necessário utilizar apenas uma única drive para uma classe de dispositivos, o que à partida lhe deverá garantir suporte para vários dispositivos semelhantes.

Windows 8 chega amanhã, o que esperar

Formatar o Windows 8 é agora mais simples

Uma das grandes "chatices" na utilização dos computadores Windows passou sempre pelo inconveniente que formatar o disco causava aos utilizadores. Apesar de essa necessidade não ter desaparecido propriamente, promete agora simplificar o processo. Ao formatarmos o PC/Tablet, o dispositivo regressa às suas definições de fábrica, mas também nos dá a opção de mantermos os nossos arquivos e configurações, além de dar ao utilizador a opção do que quer manter e do que pretende eliminar.

Suporte touch no Windows 8

O Windows 8 deverá suportar até 10 toques simultâneos. A vantagem é que todo o Windows 8 foi feito a pensar neste género de utilização, pelo que toda a sua experiência de utilização deverá ser bem mais intuitiva que em tablets equipados com Windows 7.

Aplicações no Windows 8

É, de facto, um movimento arriscado e que não sabemos bem como vai acabar - mas era necessário. Aplicações comuns entre PC e tablets? Teria que chegar, e a Microsoft apenas deu o primeiro passo. À partida os novos utilizadores de Windows não se deverão sentir muito afectados, mas os velhos utilizadores irão certamente estranhar a mudança. É possível que muitos utilizadores não se sintam preparados para a maior integração entre PC, Tablet e Smartphone que o Windows 8 deverá proporcionar.

Estas são, claro, meramente expectativas da nossa parte. Só após uma utilização mais extensiva é que poderemos decidir se, de facto, a nova aposta da Microsoft é vencedora. O que acham os leitores? Que expectativas têm em relação ao Windows 8? Deixem-nos o vosso feedback.

3,905