NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Telstra bloqueia 5 telemóveis por hora

Telstra bloqueia 5 telemóveis por hora

segunda-feira, 31 março, 2003 /
A operadora autraliana Telstra bloqueia 119 telemóveis por dia, em consequência dos roubos e das alegadas perdas. Na verdade, a Telstra já registou uma ligeira baixa no número de participações (quer de roubo, quer de perdas), uma vez que no início do serviço de bloqueamento, a fasquia situava-se, em média, nos 139 casos diários, em Agosto de 2002. Volvidos sete meses, o número desceu e poderá descer ainda muito mais dado que só a Telstra avançou com o serviço. Só este mês é que as restantes operadoras decidiram disponibilizar a mesma funcionalidade.

Segundo as últimas estatísticas da própria empresa, dos 25 mil casos de bloqueio que a Telstra já fez desde então, cerca de 30 por cento diziam respeito a terminais perdidos e 70 por cento a telemóveis roubados. Destes, a penas 12 por cento conseguiram reencontrar ou recuperar o seu aparelho, sendo o bloqueio do IMEI imediatamente levantado, assegurado que fica a devolução do terminal.

Para o director de marketing da Telstra, Ted Pretty, esta iniciativa da Telstra com as restantes operadoras e em conformidade com a entidade reguladora australiana do sector (AMTA - Australian Mobile Telecommunications Association), representa uma «forte união da indústria, que actuou como um todo, para prevenir o que poderia ser um mal social muito grave», explica.

Se uma pessoa, em caso de querer comprar um telemóvel em segunda mão, e estiver com algumas suspeitas em relação à procedência do terminal, tem uma linha de apoio cedida pela AMTA, em que poderá constatar se o terminal consta ou não da lista dos bloqueados, dando para isso, apenas, o IMEI do respectivo terminal.
3,130