NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Telemóveis desprotegidos

Telemóveis desprotegidos

quinta-feira, 25 outubro, 2007 /
Alerta da McAfee A empresa de tecnologia de segurança McAfee publicou um estudo em que revela a atitude dos cidadãos europeus em relação à segurança dos seus dispositivos móveis, nomeadamente os telemóveis. E aponta que cerca de dois terços dos inquiridos não dispõem de código PIN para protecção dos dispositivos.

Além disso, entre os inquiridos que têm código PIN, 76% não o alteram e 29% utilizam o pré-definido por defeito.

Se «todos sabemos o que fazer em caso de roubo do telemóvel» (cancelar o cartão SIM), «poucos de nós pensam na informação que ficou armazenada no telemóvel, como palavras-passe ou dados pessoais, e que agora se encontra desprotegida transformando-se num alvo fácil para o roubo da nossa identidade», adverte Jan Volzke, director de marketing de segurança móvel da McAfee.

O estudo contemplou também os outros equipamentos de utilização quotidiana, como computadores, e a navegação na Internet, concluindo que o recurso sistemático às mesmas palavras-passe, sem alteração periódica e por serem demasiado lógicas (data de nascimento, nome do animal de estimação, etc.), faz com que uma em cada quatro pessoas corra sérios riscos de roubo de identidade.
2,623