NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Tecnologia revolucionária de largura de banda

Tecnologia revolucionária de largura de banda

domingo, 04 junho, 2000 /
Uma companhia norte-americana adquiriu por quase 970 milhões de contos uma empresa israelita que desenvolveu uma tecnologia revolucionária de optimização da utilização da fibra óptica para transmissão de dados. «Telavive, 02 Jun (Lusa) - Uma companhia norte-americana adquiriu por quase 970 milhões de contos uma empresa israelita que desenvolveu uma tecnologia revolucionária de optimização da utilização da fibra óptica para transmissão de dados. A Lucent Technologies - gigante das infra-esturas de comunicação - adquiriu a empresa israelita Chromatis, fundada há 3 anos em Petah Tikva, que desenvolveu uma tecnologia revolucionária que permite aos fornecedores de rede utilizar ondas ópticas apenas nos comprimentos de que necessitam pontualmente, mas também apenas onde e quando precisam. Este sistema, chamado SWDM, ou "selective wave division multiplex", garante uma economia de custos significativa. Os sistemas de telecomunicação por fibra óptica baseiam- se na tradução da voz e de dados em sinais luminosos, por meio de raios laser. Os raios laser "viajam" dentro das fibras ópticas à velocidade da luz, transmitindo a informação por sinais ao ritmo de dezenas de milhões de sinais por segundo. Além disso, as tecnologias desenvolvidas nos últimos anos permitem enviar, através da mesma fibra óptica e ao mesmo tempo, diversas correntes de sinais ópticos em comprimentos de onda diferentes. As empresas de telecomunicações podem assim enviar informação, através dos seus canais principais, à velocidade de 80 gibabytes por segundo. Quando, porém, há necessidade de enviar simultaneamente informação sob formas diferentes e provenientes de tecnologias diferentes, a rede de fibras ópticas tem que tratar de forma diferente a informação que lhe chega, antes de a traduzir na linguagem das luzes. A solução até aqui era transmitir tipos de dados diferentes em comprimentos de onda diferentes, por exemplo, um comprimento de onda para texto, outro para o som, outro para a Internet, etc. Cada um desses tipos de dados recebe um espectro de comunicação inteiro, mesmo que o volume de informação a transmitir não ocupe a totalidade das possibilidades de transmissão desse espectro. O sistema Metropolis, criado pela Chromatis, permite anular esses espaços "reservados" na fibra óptica e preencher a totalidade do comprimento de onda, independentemente do tipo de informação a transmitir. Isto permite um aproveitamento muito mais eficiente da capacidade de transmissão da fibra óptica e fornecer, sobre a infra-estrutura existente, velocidades de comunicação muito mais elevadas. Este facto é muito importante para as empresas de telecomunicações, até aqui obrigadas a investir frequentemente na instalação de novos cabos, para se sobreporem aos "engarrafamentos" do serviço. A própria Lucent já havia chegado a uma tecnologia semelhante, porém muito mais cara e muito menos flexível e adaptável às diferentes necessidades dos utentes. O pagamento da aquisição será feito através da entrega de acções da Lucent, de que beneficiarão não só os investidores, como também os directores da Chromatis e muitos dos seus 150 trabalhadores.»
2,960