NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Streaming de música. Uma indústria cada vez maior

Streaming de música. Uma indústria cada vez maior

segunda-feira, 13 abril, 2015 /
Streaming de música. Uma indústria cada vez maior

O sector de streaming musical prepara-se para receber um renascido serviço que promete fazer o Spotify tremer.


Certamente já ouviram falar do Spotify, o serviço de streming musical gratuito que já conta com mais de 60 milhões utilizadores, e que veio mostrar ao mundo uma forma totalmente nova de consumir conteúdo musical gratuito, dentro dos parâmetros legais para tal claro está.

O maior serviço de streaming de música a par da popular Pandora, prepara-se agora para enfrentar um ressurgido rival que garante fazer a empresa sueca passar um mau bocado. Chama-se Tidal e tal como o Spotify ou o Pandora, é um serviço de streaming de música, mas com algumas substanciais diferenças.

QUEM?

Em primeiro lugar, a pessoa que o criou tem um nome com enorme peso na indústria musical. O nome é do famoso músico norte-americano Jay-Z, cuja fama além-fronteiras já lhe garantiu múltiplos sucessos na indústria, entre eles vários Grammy’s, prémios de melhor cantor e melhor videclip, enfim. Uma panóplia de conquistas para um cantor que construiu um autêntico império musical em seu redor.

COMO?

Em segundo lugar, a exclusividade. O serviço Tidal já conta com acordos de exclusividade de alguns nomes de renome da indústria musical, caso de Rihanna, Beyoncé – obviamente – e Madonna, cujos apoios ao serviço serão garantidamente determinantes.

Por fim, a qualidade. O Tidal promete oferecer uma qualidade de CD no seu conteúdo musical aos consumidores no modelo de subscrição mais caro, promessa essa que de acordo com os utilizadores do Tidal, já se encontra a ser cumprida.

QUANTO?

Existem duas subscrições. Uma de 9.99 dólares (cerca de 9.4 Euros) e outra que dá acesso a qualidade de CD em todas as músicas, no valor de 19.99 dólares (cerca de 18.9 Euros). A única diferença entre os dois modelos de subscrição – para além do preço – é mesmo a qualidade da música, já que ambos os modelos suportam a reprodução de videoclips de alta qualidade.

Disponível em 31 nações, Portugal é um dos afortunados países a poder usufruir de mais de 25 milhões de músicas disponibilizadas pelo serviço. 


 

3,335