NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

segunda-feira, 10 novembro, 2014 /
Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

Sarah Wellock, Community Manager da Sony Xdev Studios, conversou com o Telemoveis.com sobre Little Big Planet 3 durante a Lisbon Games Week

*Artigo publicado também no iOnline

As primeiras coisas em primeiro lugar: a Sony Xdev é uma divisão da multinacional japonesa que se encarrega de colaborar com estúdios de produção independentes. No caso de Little Big Planet, o franchise foi desenvolvido originalmente pelos estúdios da Media Molecule, que passaram a responsabilidade do terceiro capítulo da série à Sumo Digital. O jogo é um exclusivo da Playstation 4.

Little Big Planet 3 introduz novos personagens no jogo, que até agora era protagonizado apenas por Sackboy. Aqui os heróis tentam salvar Bunkum - mundo onde a história decorre - de Newton, um vilão empenhado em libertar criaturas conhecidas por Titans, que pretendem destruir o mundo. O jogador terá, assim, que conduzir os quatro personagens principais à medida que progredir naquele universo.

 

~Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

 

NOVO, MAS FAMILIAR

A principal preocupação da Sumo Digital, explica a representante da Sony Xdev, passou por manter um balanço equilibrado entre manter-se fiel ao franchise e acrescentar algo de novo à série. Algo que não foi difícil por já existir uma relação com o jogo. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo", avançou Sarah Wellock. "[O estúdio] trabalhou anteriormente em pacotes DLC [Downloadable Content]".

"Como a Sumo Digital já era muito familiarizada com o franchise, já tinham estabelecido contacto anterior e tinham muitas pessoas internas contratadas que faziam parte da própria comunidade, pareceu uma combinação muito natural". Esta combinação, contudo, não invalidou que a responsabilidade de manter a imagem de marca do jogo, bem como a necessidade de introduzir novidades, estivesse ausenta de desafios.

A relação de exclusividade com a plataforma da ;Sony permitiu ao estúdio usufruir de contrapartidas bastante agradáveis para a sua posição. A nova geração da consola da Sony disponibilizou algumas ferramentas que permitiram enriquecer as componentes do jogo - isto incluiu uma vertente mais social, para partilhar conteúdos, mas também permitiu tirar proveito de aspectos como o touch pad, que permitiu enriquecer facetas no jogo como o "Create Mode". A capacidade gráfica da nova consola também foi muito bem-vinda.  "É realmente entusiasmante termos o melhor aspecto que alguma vez tivemos".

Quando questionámos os motivos pelos quais a Media Molecule decidiu não manter uma participação integral no desenvolvimento do seu próprio franchise, Sarah explicou apenas que os estúdios pretendiam “fazer algo novo”.

 

Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

 

CARAS NOVAS EM LITTLE BIG PLANET 3

A maior novidade do novo jogo são mesmo os novos companheiros de Sackboy, a figura principal da história. "São quatro novos personagens, tecnicamente”, explica. “O Toggle combina dois personagens num só - o 'grande' Toggle, que é grande e poderoso, e que consegue levantar objectos pesados e empurrar coisas, mas também o 'pequeno' Toggle, que consegue saltar mais alto e entrar em espaços mais pequenos". Para alternar entre estas facetas basta carregar num simples botão.

Além de Toggle, junta-se a Sackboy o primeiro personagem voador da série, chamado Swoop, que é capaz de transportar personagens por Bunkum, bem como carregar objectos e voar. "Ele também é o mais rápido, e é capaz de fazer saltos fantásticos".

Quanto a Oddsock, também a última das novidades, apresenta-se como o elemento canino do grupo.

 

Sony Xdev Studios. "A Sumo Digital já faz parte do franchise Little Big Planet há bastante tempo"

 

Sarah crê que os novos personagens vão acrescentar "muito mais variedade à história". A adição de novos elementos com habilidades diferentes também vem influenciar o jogo de uma forma mais profunda do que poderia aparentar.

Isto significa que o próprio design de Little Big Planet 3 teve em consideração as diferentes facetas dos companheiros de Sackboy, de forma a projectar níveis ao alcance das suas competências. "Foi um processo muito interessante. E bastante longo! Acho que não irias querer ver alguns dos protótipos iniciais [risos]. Eu acho que queríamos alguma coisa que realmente tornasse o novo título único para a nova a plataforma e para a Sumo”.

A adição de novos participantes na história também permite oferecer mais potencialidades ao jogo. Modos como o Create Mode, onde os jogadores podem criar os seus próprios níveis, têm assim ainda mais potencialidades por explorar.  "Se criares um nível, e antes sequer de o começares a construir, tu vais pensar - 'isto é um nível para o Toggle'. Tu já tens um ponto de partida básico  para a jogabilidade, ou seja, sabes que tens de fazer com que sejam maiores ou menores".

Para Sarah este é um detalhe que poderá contribuir para atrair novos fãs para o franchise, mesmo que não tenham passado ainda pelos capítulos anteriores. Ainda em relação aos novos companheiros de Sackboy, questionámos Sarah sobre o risco de trazer novos protagonistas a uma série que já conta com uma base de fãs muito expressiva.

"É sempre um pouco stressante quando fazemos algo novo a um franchise, mas nós temos fé absoluta na Sumo. Por serem tão familiarizados com a marca, sabíamos que não iam desapontar. Queríamos que continuasse a ser sobre o Sackboy, mas não apenas sobre o Sackboy".

 

3,266