NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Sinal de WiFi fraco. Saiba porquê e como solucionar

Sinal de WiFi fraco. Saiba porquê e como solucionar

segunda-feira, 27 outubro, 2014 /
Sinal de WiFi fraco. Saiba porquê e como solucionar

No mundo da “internet das coisas”, manter um hotspot a funcionar corretamente é essencial

 

*Artigo escrito por Tecnologia e Gadgets

O WiFi pode ser considerado indispensável hoje em dia, seja dentro da própria casa ou de amigos, restaurantes ou lojas de departamento. Não ter uma rede WiFi em casa ou num negócio deixa aquele sentimento indesejável de “ultrapassado”. Atualmente, com a popularização das redes sociais e das “selfies” em praticamente todos os lugares, é essencial ter um sinal de internet sem fios disponível a qualquer momento e que, de preferência, seja gratuito.

Atualmente o padrão de todas as redes WiFi do mundo é o 802.11, mantido pelo IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), este padrão veio a aperfeiçoar-se ao longo do tempo e, hoje em dia, conta com três tipos principais (b, g, n). Todos os tipos utilizam a faixa de frequência 2.4 GHz.

O 802.11b foi praticamente abandonado devido ao facto de suportar velocidades de transferência de apenas 11 Mbps. O 802.11g é o tipo mais utilizado atualmente e trabalha com transferências de até 54 Mbps. O 802.11n é a próxima evolução da tecnologia, sendo que permite a utilização tanto da faixa de 2.4 GHz como da faixa de 5 GHz - e suporta taxas de transferência de até 500 Mbps. Este tipo de rede WiFi já está em fase de implementação em alguns modelos de routers.

Interferências no sinal

Sinal de Wi-Fi fraco. Saiba porquê e como solucionar

A rede WiFi utiliza uma faixa de frequência totalmente dedicada, no entanto isso não significa que haja disputas entre os sinais dos routers, das televisões, do rádio ou dos telemóveis.

Mesmo com uma faixa de banda dedicada, a tecnologia não é perfeita, sendo que alguns aparelhos elétricos, como secadores de cabelo e micro-ondas, emitem radiofrequências que podem impedir uma boa propagação do sinal.

Apesar de tudo, o pior vilão das redes WiFi são as próprias redes WiFi. Com a crescente popularização da tecnologia, os vários hotspots WiFi, principalmente em condomínios e em casas próximas, são configurados para utilizarem o mesmo canal de frequência (geralmente 6 ou 11). Quando muitos routers operam no mesmo canal, acontece uma “disputa” entre eles. Esta disputa acaba por interferir na qualidade do sinal, levando a perdas de alcance e de dados.

Sinal de WiFi fraco. Saiba porquê e como solucionar

Exemplo de pesquisa de redes WiFi através do WiFi Analyser

A forma mais fácil para consultar os canais utilizados pelos pontos de acesso mais próximos é através da app Wifi Analyser para Android. Com esta aplicação é possível obter informações sobre os canais e potência do sinal dos hotspots próximos. Caso exista alguma interferência de sinal, é possível, através da aplicação, verificar quais os canais que não estão a ser utilizados e migrar para eles.

Vale ressaltar que os novos routers, que já suportam a faixa de 5 GHz, não devem ter problemas com este tipo de interferências, uma vez que a faixa de frequência de 5 GHz ainda não é muito utilizada, pois ainda não existem muitos hotspots a funcionarem com esta nova tecnologia.

Se o problema persistir

Caso a troca de canal não tenha melhorado a qualidade do sinal WiFi, outras medidas, bastante simples, podem ser tomadas. O lugar onde o router está é de extrema importância, sendo que, para uma boa propagação do sinal, paredes e móveis precisam de ser evitados ao máximo. Neste caso o hotspot deve estar posicionado no ponto mais alto e mais central da casa ou loja. Caso seja necessário, a utilização de repetidores de sinal é sempre bem-vinda.

13,949