NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Samsung aposta na energia solar em escolas africanas

Samsung aposta na energia solar em escolas africanas

sábado, 29 outubro, 2011 /
Samsung aposta na energia solar em escolas africanas

Samsung cria escola na África do Sul à base da energia solar. Samsung pretender alargar a aposta no ensino a outros países de África.

A Samsung criou uma escola no continente africano, mais concretamente na África do Sul, com o lançamento da primeira escola a Energia Solar com Internet, na Academia de Engenharia da Samsung, em Boksburg.

No blogue da Samsung Tomorrow, a Samsung referiu que «a exclusividade de uma sala de aula com energia solar, móvel e completamente independente que vai gerar energia para ajudar numa maior acessibilidade à educação e a uma maior ligação através de África».

Samsung aposta na energia solar em escolas africanas

A escola é um contentor com cerca de 12 metros, que pode ser transportado facilmente, é auto-suficiente e não necessita de mais nada senão sol para funcionar, a sala de aula pode ser colocada nas áreas rurais mais remotas e onde não exista energia eléctrica.

A sala de aula pode albergar até 21 alunos, tem um quadro electrónico com 50 polegadas e uma grande variada de produtos Samsung, desde notebooks, netbooks e mesmo tablets Galaxy que foram optimizados para trabalhar através da energia solar.

A sala vai ainda ter um frigorífico de grande eficiência, um rooter, um gerador de energia, câmaras de vídeo e câmaras wi-fi, designadas para comunicação 3G. O servidor contém ainda todo o currículo escolar sul-africano, ou seja, vai poder ensinar crianças de todos os graus de ensino.

2,820