NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Programador do Megaupload condenado a prisão efectiva

Programador do Megaupload condenado a prisão efectiva

segunda-feira, 16 fevereiro, 2015 /
Programador do Megaupload condenado a prisão efectiva

O caso Megaupload que marcou a história da pirataria online, volta a dar que falar. 


 

Passados cerca de 3 anos desde o escândalo e entre audiências e mais audiências, foi hoje noticiada a primeira condenação a prisão efectiva de um dos arguidos.

O programador Andrus Nõmm colocou um término à sua luta pelo direito à extradição, tendo-se declarado como culpado das acusações que o incriminavam de transgredir direitos de copyright, pelo uso das suas habilidades enquanto informático para, de forma consciente, ajudar o desenvolver/programar o site Megaupload.

ANDRUS NÕMM

Andrus nomm

Nõmm irá passar um ano na prisão, pena essa que teve em conta tanto o seu papel no desenvolvimento do site assim como a sua vontade em confessar os crimes de que foi acusado. 

O departamento de justiça foi rápido em assinalar esta condenação como uma vitória contra a aclamada “Mega Consipracy”, que alegadamente transgrediu direitos de copyright em valores a rondar os 400 milhões de dólares. 

Contudo, o caso não é bem como o departamento de justiça quer fazer parecer. De acordo com Kim Dotcom - fundador do Megaupload -, Nõmm apenas quer ultrapassar os “3 anos de abuso por parte do departamento de justiça” e “seguir com a sua vida”. 

Estas declarações deixam inerente a sensação de que esta condenação teve origem não num acto real de justiça, mas sim de desistência por parte do acusado em dar continuidade à sua defesa.

Relativamente aos restantes arguidos do processo, estes continuam-se a recusar entregar-se às autoridades. 

 


 

3,025