NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Plataformas de serviços ameaçam lucros

Plataformas de serviços ameaçam lucros

quarta-feira, 02 abril, 2003 /
Segundo um estudo da AMS, as actuais fraquezas das plataformas de fornecimento de serviços ameaçam os lucros no tráfego de dados móveis. A empresa de consultoria acredita que  as actuais limitações das infra-estruturas fazem com que os riscos associados ao desenvolvimento de novos serviços sejam, proibitivamente elevados para os operadores e fornecedores de conteúdos. A não ser que estes problemas sejam enfrentados, a AMS prevê que o desenvolvimento de serviços seja interrompido.

De acordo com Brian Marshall, Vice Presidente da AMS e director da área de telecomunicações da AMS na Europa, «existe uma incerteza considerável no mercado sobre os serviços de dados que serão bem sucedidos. Os operadores necessitam de ter a capacidade para lançar (e retirar) os serviços rapidamente e sem grandes custos, numa base de "verificação e erro", embora, a criação de novos serviços seja actualmente difícil, dispendiosa e lenta. Raramente existe um caso claro de negócio para o desenvolvimento de serviços, quanto mais quando se fala de lançamento e de operações. Se estiverem decididos a fornecer os serviços que o mercado espera, os operadores necessitam, urgentemente, de reduzir o esforço requerido no seu desenvolvimento, distribuição e operação de serviços móveis de dados».

A AMS recomenda que os operadores implementem uma plataforma integrada de fornecimento de serviços, que suporte a comunidade fabricante e o ambiente operacional. Esta plataforma irá disponibilizar uma infra-estrutura comum de Tecnologias de Informação (TI), que reduz drasticamente a complexidade ao esconder as particularidades e questões de ordem técnica das redes dos operadores individuais, sistemas de suporte e portáteis. Daria às operadoras, a oportunidade de reduzir os custos e o tempo requerido para o desenvolvimento e distribuição de serviços, abrindo caminho para o lançamento de uma vasta gama de serviços de dados.

Uma plataforma desta natureza poderia, simultaneamente, reduzir os custos do fornecimento de serviços e aumentar as receitas potenciais para fornecedores de  conteúdos e aplicações, colocando os operadores em posição de negociar acordos de partilha de receitas mais lucrativos com estes fornecedores. Uma plataforma integrada deste género irá dar aos operadores a possibilidade de alcançar a interoperabilidade de serviços e permitir às empresas em operações, num único grupo, a partilha dos custos do desenvolvimento de serviços.

Nas previsões de Brian Marshall, «o primeiro operador a implementar uma plataforma de entrega deste tipo, ficará fortemente posicionado para atrair fornecedores de conteúdos líderes e monopolizar os sectores mais lucrativos do mercado dos dados móveis», concluiu.
2,871