NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Pagamentos via telemóvel

Pagamentos via telemóvel

terça-feira, 22 março, 2011 /
Pagamentos via telemóvel Pagamento de bens e serviços via telemóvel interessa cada vez mais a consumidores, revela estudo da Accenture. Maiores preocupações são segurança e privacidade.
O pagamento de bens e serviços, via telemóvel, é cada vez mais alvo de interesse por parte dos consumidores, de acordo com a Accenture, que realizou um estudo que envolveu 1100 consumidores, de 11 países.

Quase metade (45%) dos utilizadores revelaram interesse em pagamentos via telemóvel, apesar de 73% ter preocupações relativas a roubos de identidade ou à sua privacidade. Acrescente-se ainda que 70% associa os pagamentos mobile a um método que facilita a fraude e o roubo de identidade.

A Ásia é o continente onde há mais abertura para os pagamentos via telemóvel (69%), mas é o Brasil que está no topo dos países mais disponíveis para esta possibilidade (70%).

O estudo revelou ainda que a NFC (Near Field Communications) está a conquistar mais adeptos, com 64% dos utilizadores a manifestar interesse em receber vales de desconto nos seus telemóveis. Poupar tempo e dinheiro é uma prioridade, mesmo tendo em conta as preocupações com segurança e privacidade.

Quanto aos utilizadores de cartões de crédito, 62% gostaria de efectuar pagamentos via telemóvel se isso trouxesse benefícios e vantagens. 47% aceitariam receber publicidade personalidade, enquanto que 69% aceitaria receber publicidade se isso implicasse um contrato com vantagens em tarifas telefónicas, por exemplo.

Os serviços de comércio móvel - que numa perspectiva abrangente incluem serviços, por exemplo, de mobile banking, pagamentos móveis, promoções, gestão de cartão presente e programas de fidelização, entre outros - estão prontos para impulsionar grandes mudanças na forma como nós fazemos compras e nos relacionamos com os retalhistas, afirma Eduardo Fitas, Vice-Presidente da Accenture Portugalm e responsável pela área de Comunicações, Media & High-Tech. Podemos esperar uma convergência entre as formas de pagamento tradicionais e alternativas, e isso tem enormes implicações ao nível de toda a experiência em loja. Apesar de esta inquérito indicar que ainda existem constragimentos quanto à privacidade e segurança, revela também boas notícias para os operadores móveis, pois os consumidores têm requisitos que esperam ver satisfeitos num canal móvel e pessoal, conclui.

Os pagamentos via telemóvel já foram testados com sucesso anteriormente. Na Rússia, operadoras testaram métodos de pagamento móvel, aplicado a bilhetes de comboio. A Google resolveu ser mais experimental e implementar este método num telefone com sistema de pagamento móvel. E, caso este seja o futuro, não se esqueça do Mobile Tag, leitor universal de códigos de barras.
3,744