NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
OCDE: Tecnologias de Informação e Comunicação continuam a crescer

OCDE: Tecnologias de Informação e Comunicação continuam a crescer

segunda-feira, 13 março, 2000 /
As tecnologias de informação e comunicação (TIC) estão a afectar o tipo de crescimento económico e o uso que as pessoas fazem do seu tempo, revela um relatório da OCDE. «Lisboa, 13 Mar (Lusa) - As tecnologias de informação e comunicação (TIC) estão a afectar o tipo de crescimento económico e o uso que as pessoas fazem do seu tempo, revela um relatório da OCDE. O relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE), "Information Technology Outlook 2000", sublinha que o crescimento das TIC tem vindo a aumentar nos países da OCDE, tendo as despesas nesta área atingido, em média, os 7 por cento do Produto Interno Bruto desses países. Os países da OCDE concentram mais de 80 por cento da produção mundial de TIC, continuando os Estados Unidos a liderar esse crescimento com 36 por cento do total. O rápido crescimento desta indústria prende-se, do lado da oferta, com o desenvolvimento e a introdução constante de novos produtos (devido ao investimento em Investigação & Desenvolvimento) bem como à concentração de capitais para investir nas TIC. Do lado da procura, o declínio de custos dos equipamentos e a liberalização dos mercados são os principais factores de crescimento das novas tecnologias. Os sectores de software e serviços representam 55 por cento do mercado total das TIC, embora o hardware e as comunicações de dados estejam a crescer rapidamente devido à explosão da Internet. A difusão dos PCÈs tem vindo a aumentar nos países da OCDE, embora 60 por cento do total de computadores pessoais instalados pertençam ainda aos sectores governamentais e de negócios. O rápido crescimento do uso da Internet e a emergência do comércio electrónico estão a começar a transformar as actividades económicas e sociais nos países da OCDE. O desenvolvimento do comércio electrónico nos próximos anos vai depender, segundo esta organização, não só da redução dos preços mas do aumento da qualidade e fiabilidade dos serviços. Um factor que poderá inibir o uso e difusão das TIC é a falta de recursos humanos especializados nesta área, pelo que os governos deverão, segundo o relatório da OCDE, ter em conta a aposta na formação. Outro papel essencial dos governos nesta área é o teste e o uso das novas tecnologias, uma forma de demostrar a sua funcionalidade e fiabilidade. Todos os governos da OCDE estão a aumentar o uso das transacções online, nomeadamente para fazer e receber pagamentos, tais como impostos. O "Information Technology Outlook 2000" destaca dois segmentos, na área das TIC, em franco desenvolvimento: os agentes de Inteligência Artificial (IA) na Internet e os sistemas de navegação por satélite. Outro sector com grande interesse comercial e estratégico são os monitores de plasma, uma vez que combinam a qualidade com a portabilidade e possibilidades interactivas. Segundo o relatório da OCDE, a orientação das políticas no campo das TIC evoluiu da protecção à indústria tradicional, no início dos anos 90, para se centrar agora na distribuição das novas tecnologias e promoção da sua aceitação social, contribuindo para diminuir receios como a falta de segurança e privacidade.»
2,560