NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

quarta-feira, 06 junho, 2012 /
Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

Telemoveis.com entrevistou João Afonso, co-fundador do Musikki, motor de busca dedicado a música e leitor de música social no Facebook. Saiba mais!

O Musikki é um projecto português fundado em Aveiro e que tem dado muito que falar ao longo dos últimos meses. Criado por amantes de música, o Musikki é um motor de busca e também uma aplicação do Facebook que permite criar playlists através dos conteúdos partilhados na rede social pelos amigos dos utilizadores.

O Telemoveis.com conversou com um dos três fundadores do projecto, João Afonso, ele próprio um aficcionado por música.

Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

Como surgiu a ideia de criar um agregador social de música ? E porquê dedicado a música ?

Sempre fui um apaixonado por música e tudo o que a ela diz respeito. Enquanto estudava, trabalhei numa antiga loja da Valentim  de Carvalho para pagar os estudos. Mesmo quando trabalhei como investigador na Universidade de Aveiro e PT Inovação tinha um negócio em part-time, uma loja de música independente: a WahWah. A certa altura apercebi-me de que poderia existir uma oportunidade no mercado musical.

As principais empresas (Apple, Amazon, Spotify, etc.) estão focadas na disputa do formato (MP3 ou streaming) e negligenciam os serviços de informação e recomendação. Simultaneamente a maior parte dos conteúdos musicais existentes na rede são UGC (conteúdos gerados pelo utilizador) e estão dispersos em vários locais na rede.

Gigabytes destes conteúdos são submetidos todos os dias, o que significa que é um tipo de informação que está em constante actualização. Surgiu então a ideia de oferecer, com um único clique, a informação mais relevante sobre um determinado artista naquele exacto período no tempo. Convidei a Juliana Teixeira e o Pedro Almeida para ajudarem a desenvolver este projecto, e assim nasceu o Musikki.

Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

O Musikki tem sido muito bem recebido. Desde o Mashable à MTV, o feedback parece ser muito positivo. Isso tem-se reflectido no crescimento do vosso projecto ?

Sim, a versão prova de conceito do motor de pesquisa foi  lançada no dia 5 de Novembro de 2010. Daí para cá foi visitado por milhares de utilizadores de mais de 100 países. Nunca investimos dinheiro na sua promoção, procurámos antes usar o poder das redes sociais e a nossa criatividade para disseminar a ideia. Esta estratégia trouxe alguns resultados interessantes, como por exemplo as menções nos órgãos de comunicação de referência que refere e o consequente crescimento de utilizadores.

E relativamente ao feedback por parte dos utilizadores ? Como têm sido as reacções e a adesão ? Quantos utilizadores já utilizam a vossa aplicação do Facebook ?

Desde que lançamos a nova versão da aplicação do Facebook, há cerca de um mês, temos mais de 500 utilizadores activos apesar de não termos efectuado qualquer promoção. Estamos muito confiantes de que, assim que promovermos a aplicação, teremos uma grande adesão, isto porque estes utilizadores já efectuaram quase 20 000 plays de vídeos e temos recebido imensos comentários positivos, inclusivamente sugestões de novas funcionalidades.

Musikki, entrevista a João Afonso no Telemoveis.com

Há planos para uma aplicação Musikki para smartphones ? Como encaram este segmento ?

Sim, estamos neste momento a desenvolver 2 aplicações que serão lançadas nas 3 principais plataformas (iOS, Android e Windows Phone). Uma é mais focada na experiência de concertos e outra na informação musical. Mas não vamos ficar por aqui e estamos inclusivamente a acabar a especificação da nossa primeira aplicação para iPad.

Vocês foram um dos participantes e vencedores da iniciativa Building Global Innovators. Em que contexto é que isso surgiu ? De que forma contribuiu para o crescimento da Musikki ?

A crescente utilização e o feedback positivo (começaram a chamar-nos "O Google da Música") deram-nos cada vez mais confiança de que o projecto poderia ter sucesso. Decidimos procurar investidores e foi nessa altura que soubemos desta competição ISCTE e MIT através do roadshow que fizeram pelo país. Criámos um video que nos ajudasse a comunicar o nosso conceito (http://vimeo.com/24457206) e atirámo-nos de cabeça nesta aventura.

Esta distinção foi o empurrão que precisávamos para abraçar este projecto a 100%! Se calhar mais do que  o apoio monetário, esta distinção tem o condão de validar e credibilizar a nossa ideia perante todos. Nós sempre acreditámos neste projecto mas, infelizmente, isso só não basta. Mais do que nos convencermos a nós próprios, tínhamos de convencer os outros de que esta equipa é capaz e de que o projecto tem qualidade para se impor no mercado.

Veja também:

Musikki, conheça o motor de busca dedicado a música

Building Global Innovators, candidaturas terminaram

4,244