NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Microsoft anunciou as contas do segundo quadrimestre de 2014

Microsoft anunciou as contas do segundo quadrimestre de 2014

terça-feira, 27 janeiro, 2015 /
Microsoft anunciou as contas do segundo quadrimestre de 2014

Com contas razoavelmente lucrativas, a Microsoft viu as vendas dos Lumias dispararem em flecha.


Ao que tudo indica as finanças da Microsoft vão de vento em popa, especialmente quando se trata de dispositivos móveis. Parece que a maior empresa de software do mundo está de facto no caminho certo.

A empresa de Bill Gates vendeu cerca de 10.5 milhões de equipamentos Lumia, apenas no decorrer de Outubro, Novembro e Dezembro, gerando um valor em vendas na ordem dos 2.3 biliões de dólares.

A justificação apresentada para este grotesco valor assenta no crescimento do nicho de mercado correspondente aos smartphones mais acessíveis, ou seja, parece haver uma tendência ascendente por parte dos consumidores na compra de dispositivos pertencentes a gamas médias e baixas.

A respeito da comercialização de tablets, a Microsoft anunciou que as vendas do seu Microsoft Surface cresceram em 24 pontos percentuais, ultrapassando a marca de 1 bilião de dólares.

No total, a divisão de produtos e serviço ao consumidor da gigante norte-americana cresceu 8%, tendo atingido o impressionante valor de 12.9 biliões de dólares.

A Microsoft ainda anunciou o gasto de 243 biliões de dólares aquando da estruturação e integração dos serviços da divisão mobile anteriormente pertencente à Nokia, previamente adquirida em Abril do ano passado. Em consequência, foram divulgados planos por parte da empresa em destituir cerca de 18 mil funcionários dos seus empregos, em que a grossa parte trabalhava para a Nokia.

O actual CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que a empresa está a passar por um período de transição, justificado acima de tudo pela inserção do Windows 10 no mercado que, de acordo com Nadella, “…irá oferecer novas experiências, categorias e oportunidades aos nossos consumidores”.


FONTE: mobilenews


3,212