NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Microsoft responde à Sendo sobre o caso Z100

Microsoft responde à Sendo sobre o caso Z100

terça-feira, 11 fevereiro, 2003 /
O gigante do software pediu a anulação do processo por falta de provas da acusação. Recorde-se que a Sendo havia acusado a Microsoft, em Dezembro passado, de espionagem industrial e de ter utilizado a empresa como "cobaia" para testar o novo sistema operativo Smart Phone 2002, para depois passar essa preciosa informação a concorrentes como a HTC e a Compaq. A Sendo acusou inclusive a Microsoft de não ter facultado uma versão activa deste software dentro do prazo estipulado por contrato. Outra das acusações que recai sobre a Microsoft é a de ter arrastado a Sendo para uma situação financeira próxima da bancarrota, e de não ter disponibilizado os fundos previstos no acordo de cooperação celebrado pelas duas empresas. A Microsoft, por seu turno, apresentou como argumento de defesa um documento onde um empregado da Sendo descrevia o Z100 como sendo um produto instável creado premeditadamente para pressionar o gigante do software a desembolsar mais fundos para o desenvolvimento de um projecto que jamais teria fim.
3,685