NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Juiz ordena ao Google a desactivação de conta de email porque recebeu um e-mail errado

Juiz ordena ao Google a desactivação de conta de email porque recebeu um e-mail errado

terça-feira, 29 setembro, 2009 /
Juiz ordena ao Google a desactivação de conta de email porque recebeu um e-mail errado Banco americano enviou um email com dados confidenciais de cerca de 1 milhão de clientes para uma conta do Gmail, por engano. O caso nos EUA está a preocupar os especialistas ao suplantar a liberdade e privacidade. Um utilizador do Gmail ficou com a sua conta de email desactivada pelo Google depois de um banco lhe ter enviado, por engano, detalhes das contas bancárias de mais de mil clientes, informou nesta terça-feira (29) o site do jornal britânico "Daily Mail". Segundo a reportagem, o Rocky Mountain Bank of Wyoming teria enviado informações confidenciais sobre a conta bancária de 1.325 de seus clientes para um determinado endereço do Gmail, em Agosto. Ao perceber o erro, o banco tentou entrar em contacto com o dono da conta de email, enviando um pedido para que o conteúdo da mensagem e seus anexos fossem apagados. Mas como não recebeu resposta, resolveu pedir ao Google que interferisse no caso. Com a recusa do Google em intervir sem uma ordem judicial, o banco então entrou na justiça para exigir que o gigante de buscas identificasse o titular da conta do Gmail. O juiz James Ware, de um tribunal da Califórnia, aceitou o pedido do banco e ordenou na sexta-feira (25) que o Google desactivasse imediatamente a conta, além de entregar os dados sobre o titular da conta. O banco também solicitou ao juiz que o caso fosse mantido em segredo de justiça, mas o pedido foi recusado. Embora não tenha sido revelada a razão pela qual o titular ca conta de email do Gmail não ter respondido à mensagem enviada pelo banco informando sobre o erro do e-mail inicial, foi aberto um precedente preocupante que um utilizador possa perder o acesso à sua conta, simplesmente porque recebeu um email errado de terceiros, avaliou o "Mail Online". "É escandaloso que o banco tenha pedido isso, e é escandaloso que o juiz tenha concedido", disse o director jurídico do Centro para Democracia e Tecnologia, John Morris, ao "Daily Mail".
2,672