NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Internet: Dentro de três anos metade dos utilizadores entrará por telemóvel

Internet: Dentro de três anos metade dos utilizadores entrará por telemóvel

quinta-feira, 30 março, 2000 /
A ligação à Internet a partir de terminais móveis, como o telefone portátil, vai ser, em 2003, tão vulgar como a que se estabelece hoje, através da rede fixa, com o PC. «Cannes, França, 29 Mar (Lusa) - A ligação à Internet a partir de terminais móveis, como o telefone portátil, vai ser, em 2003, tão vulgar como a que se estabelece hoje, através da rede fixa, com o PC. A afirmação é de Emmanuel Spite, quadro da Alcatel, e um dos 700 participantes na sexta edição da conferência Global Technology, que terminou hoje em Cannes. Na conferência falou-se sobretudo de WAP (Wireless Application Protocol), a tecnologia que permite aceder à rede a partir do telemóvel. Os primeiros aparelhos dispondo desta tecnologia estão agora a ser comercializados e têm, segundo os especialistas, um futuro brilhante. O fabricante de equipamentos de telecomunicações foi uma das 80 empresas presentes no simpósio de Cannes. O "boom" da Internet móvel deverá assemelhar-se ao processo de explosão dos telemóveis, cujo número (hoje 200 milhões) deverá atingir os mil milhões de unidades em 2003. Segundo Martin Sandelin, vice-presidente da Nokia, em 2003 existirão mais telemóveis ligados à rede do que computadores pessoais. Um analista referiu os milhões de pessoas que, não podendo adquirir um computador, conseguirão ter um telefone portátil, dando origem a uma sociedade de Internet sem computadores. O crescimento do acesso móvel vai beneficiar os fabrde icantes equipamentos, cujo volume de negócios deverá aumentar 50 por cento até 2001, segundo a Alcatel, mas também o conjunto das e-actividades, com especial destaque para o comércio electrónico. Segundo William Nuti, presidente da Cisco Systems Europe, o mercado do "e-commerce" deverá atingir, no mundo, os 7,3 mil milhões de dólares (1,5 mil milhões de contos) em 2004 (quase 500 milhões de contos na Europa Ocidental). Na conferência, que decorreu entre Domingo e hoje, especialistas chamaram a atenção para uma jovem empresa, a Transmeta, que desenvolveu um microprocessador revolucionário, o Crusoe, com um consumo de energia dez vezes menor, logo com muito mais autonomia e mobilidade. O segredo deste microprocessador consiste, segundo peritos, na utilização, para grande parte das suas funções, do software do computador portátil em que está instalado.»
2,883