NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Google: se Maomé não vai à internet, vai a internet a Maomé

Google: se Maomé não vai à internet, vai a internet a Maomé

segunda-feira, 17 junho, 2013 /
Google: se Maomé não vai à internet, vai a internet a Maomé

A mais recente proposta dos Google X Labs passa por transportar sinais Wi-Fi para todo o mundo através de balões estratosféricos com 15 metros de diâmetro.

Os laboratórios da Google foram responsáveis por algumas ideias excêntricas no passado, nas quais se incluem os carros pilotados automaticamente ou inclusive os Google Glass. A mais recente ideia, contudo, chama-se Project Loon e consiste em uma iniciativa da Google para tornar a internet mais acessível em todo o mundo. Como? Levando-a a quem ainda não tem acesso.

Eis a proposta da Google e do Project Loon: os engenheiros da Google pretendem cobrir a estratosfera terrestre com balões que enviam sinais Wi-Fi para todo o lado. A ideia, que conceptualmente até poderia parecer de loucos, já se encontra a ser testada na Nova Zelândia.

Já foram lançados cerca de 30 balões, os quais se encontram ligados a antenas receptoras especiais que servem para testar a qualidade do sinal.

Google: se Maomé não vai à internet, vai a internet a Maomé

2,170