NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Entrevista com o Sales Director da AEG

Entrevista com o Sales Director da AEG

segunda-feira, 21 novembro, 2011 /
Entrevista com o Sales Director da AEG

Telemoveis.com entrevistou José Nobre, Sales Director da AEG Portuguesa de Telecomunicações. Saiba quais as principais novidades AEG para breve. 

Quais são as principais novidades que a AEG tem previstas para breve?

O segredo é a alma do negócio! Mas o que posso dizer é que acabámos de lançar dois novos telemóveis (o AEG X200 o Dual SIM QWERTY mais pequeno do mercado e o AEG X300 outro Dual SIM com design exclusivo). Nas próximas semanas anunciaremos outro terminal, mas desta vez dirigido especialmente para o segmento sénior.

Neste mercado das telecomunicações fortemente competitivo e um dos mais avançados e maduros, quer em taxa de penetração, quer em exigência por parte dos consumidores, a AEG como um dos intervenientes activos, tem a responsabilidade de inovar e apresentar alternativas no mercado que marquem a diferença, como foi, por exemplo a aposta estratégica que fez ao lançar no mercado português os telemóveis com tecnologia Dual SIM e os telefones para o segmento da população sénior, que está em franco crescimento na Europa e naturalmente em Portugal.

Seguramente, a nossa aposta será sempre explorar os limites da inovação em design e/ou tecnologia, procurando a diferenciação e conceitos alternativos aos produtos já exigentes no mercado. Este é o nosso segredo! Fiquem atentos às nossas novidades em 2012.

Entrevista com o Sales Director da AEG

Os telemóveis Dual SIM são uma das grandes apostas da AEG. De que forma se encontra este segmento integrado na estratégia da AEG?

Claramente, são uma aposta. Os telemóveis Dual SIM fizeram parte da aposta estratégica da AEG para reentrar no mercado português com uma nova gama de terminais inovadores e diferenciadores, num mercado fortemente competitivo e concorrencial, e continuam como parte integrante e importante da nossa actual estratégia. A evolução constante das necessidades de comunicação dos utilizadores e os diferentes usos que os equipamentos implicam têm, normalmente, na tecnologia e não só, um motor que funciona no sentido de renovar constantemente o mercado com novas soluções e conceitos.

Por isso, apostámos na tecnologia Dual SIM que vem criar uma nova forma de comunicar, prática e funcional e que possibilita estar sempre contactável através dos dois números em simultâneo. A nossa aposta no Dual SIM foi uma aposta bem sucedida, feita no timing certo e comprovadamente ganhadora. Quando lançámos os primeiros telemóveis AEG Dual SIM, sabíamos perfeitamente que iríamos abordar um nicho de mercado mas que identificámos com grande potencial de crescimento. Estávamos certos!

De facto, hoje em dia, já se vendem acima de três mil telemóveis Dual SIM por semana. É um segmento ainda com muito potencial de crescimento. Também a concorrência aumentou significativamente, o que o torna cada vez mais concorrencial. Estamos atentos e procuramos equilibrar o nosso portfólio de forma a cobrir as necessidades do mercado, sempre com a preocupação de sermos competitivos em preço, mas também trazer, sempre que possível, um toque de diferenciação e inovação, tal como fizemos com o Glamour X580.

Entrevista com o Sales Director da AEG

Como é que a AEG olha para o mercado actual? O que diferencia a AEG da concorrência?

A AEG está presente em Portugal desde 1912. A marca AEG é um fortíssimo activo, sendo reconhecida no mercado como uma marca de confiança, credível e de qualidade. Esta é seguramente a grande mais-valia que temos face à concorrência.

Se, no passado dividíamos o mercado em ‘consumo’ (mais orientado para o preço) e ‘empresarial’ (de maior pendor tecnológico), nos dias de hoje existe uma variedade de novos segmentos e “clusters” de mercado que podem ser abordados, dada a sua dimensão e potencial de crescimento. Como exemplo, posso destacar o enorme sucesso de vendas do AEG Glamour X580, claramente orientado para um nicho muito específico do mercado (feminino e glamour) e que tem sido ao longo deste ano, um best-seller.  

Trata-se efectivamente de um paradigma diferente, neste exemplo a tecnologia não é o factor de sucesso, mas o seu conceito inovador e design exclusivo são seguramente os key factors que o diferenciam dos demais telemóveis disponíveis no mercado. Quanto ao mercado português de telemóveis, as vendas estão a ser fortemente afectadas pela diminuição da procura que resulta numa quebra sem precedentes das vendas no mercado nacional, efeito da conjuntura económica actual em que nos encontramos.

Entrevista com o Sales Director da AEG

Curiosamente os smartphones são os únicos que registam crescimentos médios da ordem dos 40% o que é, mesmo assim inferior à média mundial estimada em 55%. É obvio que este é um segmento importantíssimo onde queremos também estar. Mas o segmento dos telemóveis designados de tradicionais ainda representa 72% das vendas totais de aparelhos vendidos, onde naturalmente estão incluídos os segmentos Dual SIM e séniores, produtos que comercializamos.

Apesar de notarmos alguma retracção na compra por parte dos consumidores, devido à perda do poder de compra que afecta a maioria da população, estamos convictos de que o mercado dos telemóveis não será muito afectado e os consumidores continuarão a trocar o seu velho aparelho por um novo modelo, preferencialmente Dual SIM, esperamos nós! Já no segmento sénior, acreditamos que sejam reconhecidas as mais-valias que trazem a utilização de um telefone específico para a população alvo, como é o caso dos modelos AEG S40, AEG SP100 e brevemente o AEG S200.

Além dos telemóveis, a marca AEG é também reconhecida no mercado dos telefones de rede fixa, nomeadamente telefones sem fios de tecnologia DECT, aparelhos desenvolvidos para o mercado residencial e Small Office /Home Office (SOHO).  A AEG tem vindo a apresentar um portfólio cada vez mais amplo e diversificado de produtos que abrangem todas as gamas desde o telefone residencial para a família até ao mais sofisticado e com design. Pouco a pouco temos vindo a conquistar quota de mercado, onde já integrámos o Top 3.

Os smartphones têm ocupado cada vez mais espaço no mercado e na vida dos utilizadores comuns. A AEG pensa apostar neste sector? Para quando um smartphone AEG?

Como já referi, todos os indicadores apontam para fortes crescimentos de venda de smartphones até final de 2011, quer a nível mundial, quer em Portugal. O sistema operativo Android tem tido um enorme sucesso no nosso mercado, conquistando uma quota de mercado acima dos 60%. Como não podia deixar de ser, a AEG está atenta e deverá lançar o seu smartphone brevemente.

 Para concluir, queria apenas acrescentar que para nós não faria sentido não querer “mais e melhor”. A satisfação com o que já se conseguiu (reentrar no mercado nacional e conquistar a posição de destaque nos segmentos de actuação da AEG) é a motivação para nos superarmos e conseguir fazer ainda melhor.

7,452