NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Entrevista com Jorge de Vilhena (Presidente da Junta de Freguesia de Carnaxide)

Entrevista com Jorge de Vilhena (Presidente da Junta de Freguesia de Carnaxide)

quarta-feira, 29 julho, 2009 /
Entrevista com Jorge de Vilhena (Presidente da Junta de Freguesia de Carnaxide) A propósito da importância da tecnologia na vida de um Autarca, o telemoveis.com colocou algumas perguntas ao Presidente da Junta da Freguesia de Carnaxide, Jorge de Vilhena. O Presidente tem vindo a adoptar o uso das novas tecnologias para facilitar a comunicação entre a Freguesia e os seus munícipes, valorizando o papel da comunidade no desenvolvimento daquela localidade. Jorge Vilhena traduz confiança no trabalho feito, em conversas anteriores já referiu que tem vindo a cumprir os objectivos inicialmente propostos, garantindo que os frutos se vão multiplicar ainda mais nos próximos anos.

A propósito da importância da tecnologia na vida de um Autarca, o telemoveis.com colocou algumas perguntas ao Presidente da Junta da Freguesia de Carnaxide, Jorge de Vilhena. O Presidente tem vindo a adoptar o uso das novas tecnologias para facilitar a comunicação entre a Freguesia e os seus munícipes, valorizando o papel da comunidade no desenvolvimento daquela localidade. Jorge de Vilhena traduz confiança no trabalho feito, em conversas anteriores já referiu que tem vindo a cumprir os objectivos inicialmente propostos, garantindo que os frutos se vão multiplicar ainda mais nos próximos anos.

1.Como é que surgiu o seu envolvimento com o trabalho autárquico?
Desde os 16 anos que ingressei na vida politica activa numa juventude partidária. Este facto aconteceu pelo desejo de executar tarefas em prole da comunidade e o despertar para a participação e cidadania. Ao longo de 20 anos dos meus 41 anos desempenhei diversos cargos políticos internos, sendo autarca há cerca de 12 anos.

2. Indique dois projectos inovadores nos quais os avanços da tecnologia contribuíram para colocar o seu município em destaque.
Sem dúvida o serviço pioneiro em Portugal "arranje a minha rua" e o "Carnaxide 100% acessível". No entanto a comunicação "one to one" com o cidadão com respostas médias em cerca de 24 horas desenvolveram apetências no desenvolvimento da minha função e que levaram à criação de cerca de 90% dos serviços on-line que esta Junta de Freguesia presta.

3.Relativamente ao "Arranje a Minha Rua", dê-nos alguns exemplos de casos bem sucedidos e de outros mais caricatos.
Este serviço está on-line há cerca de um ano com centenas de intervenções executadas. Felizmente a participação dos cidadãos foi a mais correcta não existindo nenhum caso caricato nem desadequado.

4.A aposta na educação, para além do desporto e lazer, é uma área fundamental para promover um desenvolvimento sustentável em qualquer concelho; a tecnologia assume aqui um papel preponderante, não acha? Que projectos gostaria de implementar?
No mês de Maio lançamos mais um serviço único no Concelho de Oeiras de apoio ao cidadão. Dotámos o Centro Cívico e áreas adjacentes de wireless gratuito sem necessidade de obtenção de password. O espaço público deve ser usado e fomentado para que a vivência deste espaço possa contribuir para o bem-estar da população fornecendo-lhe ferramentas que as possam usar no desenvolvimento das suas competências. Esta acção definiu medidas que visam o desenvolvimento sustentado social e ambiental, bem como o apoio ao comércio local e juventude. Existem outros projectos que pretendo implementar em 2010 se for reconduzido como Presidente em mais um mandato à frente da Junta de Freguesia de Carnaxide.

5.Ao nível das tecnologias, ficamos constantemente surpreendidos com o carácter inovador de projectos em áreas como as tecnologias móveis, Internet, entre outros sistemas e aplicações. Existe alguma proposta em carteira para Carnaxide?
Após a implementação da zona wireless no Centro Cívico pretendo estudar a hipótese de largar ao resto da Freguesia.

6.Considera que há entraves que persistem ao desenvolvimento da Freguesia relativamente a abraçar novas práticas na área da tecnologia?
Apenas o fraco apoio da Administração Central e os parcos recursos com que se debatem as Freguesias em Portugal. Existem muitos Autarcas com muitas ideias inovadoras e Empresas Portuguesas como a vossa que estão preparadas para inovar e dar resposta aos anseios das populações.

7.Qual a estratégia de futuro que delineou para a sua Freguesia e como imagina que ela estará nos próximos anos de acordo com os seus objectivos inicialmente propostos.
Ao nível tecnológico, que penso que é a pergunta, quero e estou preparado para que esta Freguesia seja mais tecnológica fornecendo as mais diversas ferramentas aos nossos cidadãos que possam ajudar na vivência diária dos seus problemas contribuindo para que haja mais qualidade de vida em cada um de nós. Carnaxide Faz mas sempre num espírito de serviço público e com o sentido de caminhar para a excelência

8.Como morador de Carnaxide, coloca-se em que plano? Analítico ou lúdico?
Desde que saio de casa até que regresso não posso ficar alheio ao que vejo em redor. Sempre com um sentido critico e sempre analítico não sou capaz de distinguir o cidadão do Autarca, porque enquanto cidadão sofro dos mesmos problemas e anseios que o resto da população e enquanto Autarca tento reunir as condições necessárias para que Junta de Freguesia tenha os meios adequados para resolver os problemas dos cidadãos.

9. Por fim, quais são as suas preocupações quando compra um telemóvel? Está satisfeito com a sua escolha ou não resiste a querer mais?
Tenho telemóvel desde que apareceram em Portugal, tendo passado por todos os operadores. Desde o "Motorola" de grandes dimensões até ao mais pequeno aparelho já usei de tudo. O primeiro instinto que tenho quando uso pela primeira vez um telemóvel é ler as instruções e em simultâneo praticar as respectivas funções. A minha preocupação no uso do telemóvel é sempre profissional. Sendo adepto das tecnologias tento sempre ter ao dispor o melhor. O melhor no meu caso é que possa ser contactado a qualquer hora do dia seja através de uma simples chamada, seja por e-mail. O facto de possuir um telemóvel que reúna as condições essenciais à minha função permite-me desenvolver e distribuir trabalho directamente aos funcionários, esteja na rua a acompanhar obras, esteja numa reunião fora do gabinete. A minha preferência sempre foi a Nokia porque é a marca que me forneceu a melhor tecnologia até hoje, seja por fácil manuseamento seja porque é pioneira, seja porque é aquela que dispõe num só aparelho de todas as ferramentas que necessito. Passados seis meses, por norma, esgoto as funcionalidades do telemóvel que uso, desejando outro com mais memória, capacidade ou ferramentas que sinto que necessito naquele momento.

 

9,300