NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
As 56 histórias mais importantes da semana

As 56 histórias mais importantes da semana

sexta, 21 agosto, 2015 /
As 56 histórias mais importantes da semana

A semana toda, em resumo para si

*Imagem: Flickr/Cindy


 

Será a Amazon uma 'evil corporation'?

 

Amazon-01

Imagem: Flickr/John Liu

 

A Amazon encontra-se debaixo de fogo depois de um artigo polémico, publicado no New York Times, que nos descreve uma empresa muito próxima de uma 'evil corporation'. O artigo já provocou reacções e motivou, inclusive, um comentário de Jeff Bezos, CEO da Amazon, que considera que a descrição apocalíptica do NYT não é representativa da empresa.

 

Parece irreal, mas não é: um vídeo divulgado no Twitter por um astronauta da Estação Espacial Internacional - Scott Kelly, aqui - mostra-nos toda a magnificência de uma aurora boreal em acção, durante 10 segundos que parecem saídos de um sonho. Perca-se nestas imagens.

 

As tecnologias transformaram o fim das relações. O trabalho de Mandy Stadtmiller, do Mashable, vem mostrar-nos como pode ser particularmente difícil lidar com o fim de uma relação quando estamos permanentemente conectados e em vias de nos cruzarmos com resquícios digitais de um passado doloroso. Para reflectir.

 

O Samsung Galaxy S6 passou pelo Telemoveis.com. A análise foi-nos trazida esta semana pelo nosso João Fonseca, que considera que « a marca não desiludiu, dotando o seu terminal de um design absolutamente premium ». Conheça os argumentos dele, aqui.

 

A versão gratuita do Spotify vai mesmo sofrer alterações. Quem o diz, através do Digital Music News, é o CEO da Universal Music, uma das três grandes editoras de música do mundo. Há boas notícias no meio disto: vai continuar a haver acesso gratuito ao serviço. Certos lançamentos e artistas, contudo, só deverão ser acessíveis para utilizadores premium. Já se imaginava que assim fosse.

 

Como manter a motivação para continuar a fazer o seu trabalho? Zane Lowe, o novo e icónico locutor de rádio da Apple, revelou através do Business Insider quais são as duas frases motivacionais obrigatórias na parede do seu estúdio. São expectáveis, admito, mas nem por isso menos eficazes. Veja se se revê nelas.

 

Ainda há vida na BlackBerry. A fabricante canadiana de telemóveis pode já ter visto dias melhores, mas nem por isso deixou de continuar a apostar naquilo que a tornou, outrora, numa marca reconhecida. O Ubergizmo parece indicar-nos que a próxima proposta da empresa se vai manter 'fiel' à sua imagem de marca mais tradicional.

 

Vem aí mais um LG Nexus 5. O próximo smartphone da Google mostrou a 'cara' nas redes sociais - curiosamente foi no Google+ - e apresenta algumas diferenças face ao seu antecessor, mas são poucas as alterações a uma fórmula de sucesso que resultou tanto para a LG como para a Google. Ora veja.

 

São licenciados, estão no desemprego e vão aprender a programar. A iniciativa, que será financiada pelo IEFP, vai abranger 1400 licenciados que se encontram no desemprego, avançou esta semana o Público. O IEFP não estará sozinho neste "regresso à escola" e irá contar com o apoio de 26 instituições do Ensino Superior.

 

Vem aí um novo Moto 360. O famoso - e, se me permitir a observação, lindíssimo - relógio inteligente da Motorola vai contar com uma actualização e continuará a apostar na elegância. É o Pedro Simões da Pplware quem nos explica o que vai mudar e o que se vai manter.

 

M de Marshmallow. Android Marshmallow

 

Android-Marshmallow-01

Imagem: Flickr/John Morgan

 

M de Marshmallow. Uma referência tão apetitosa só poderia vir da Google, que já oficializou o nome da próxima versão do Android com a edificação de uma nova estátua no seu campus. E a referência não poderia ser mais óbvia, talvez para evitar segundas interpretações: trata-se mesmo de um Android gigante a agarrar um marshmallow. Há um vídeo que o comprova. 

 

Aproveitando que o tema é Android: deixe-me sugerir-lhe (ou melhor: o João Fonseca do Telemoveis.com sugerir-lhe) as melhores aplicações para correr do mercado. Estas também estão disponíveis para iPhone. Já no campo da exclusividade para Android estão estas App Stores, que listámos para si. Cheira-me que serão bons add-ons para o Samsung Galaxy S6, que também analisámos esta semana.

 

Afinal trabalhar na Amazon é mesmo difícil. Depois da polémica levantada pelo artigo do New York Times, que motivou inclusive uma resposta do CEO da empresa, foi a vez do Tech Insider publicar um vídeo que parece validar a má fama da gigante da internet. As conclusões do NYT, indica, foram baseadas em mais de 100 entrevistas a funcionários da empresa, realizadas ao longo de 6 meses. Vale a pena perder 2 minutos do seu tempo.

 

O Apple Music é agora (também) um festival de música. O iTunes Festival, realizado anualmente em Londres, vai passar a apresentar-se como Apple Music Festival. A edição deste ano realiza-se em Setembro e já tem garantidas as presenças de Pharrel, Disclosure, One Direction e Florence + The Machine. « Este ano queríamos fazer algo de especial pelos fãs de música », admitiu Eddy Cue, vice-presidente da área de Serviços & Softare de Internet da empresa. Ir ao festival, contudo, requer alguma sorte.

 

Ser viciado em tecnologias pode mesmo ser uma perturbação mental. A polémica afirmação vem de uma fonte segura e fidedigna - a Associação Americana de Psiquiatria, que considera mesmo a hipótese de acrescentar a Perturbação de Uso da Internet no seu próximo manual de perturbações mentais. « A maior parte das pessoas, mesmo que faça uso da tecnologia durante horas excessivas ainda não o entende como uma adição, até porque é um vício muito aceite e integrado na nossa sociedade », explica Alexandra Rosa, psicóloga no Hospital Lusíadas Lisboa. A ler, no Notícias ao Minuto.

 

E por falar em Google: ainda não é desta que vêm aí os smartphones modulares da empresa, que decidiu cancelar a experiência-piloto que tinha agendada para Porto Rico no início deste ano. Tudo sugere que a empresa (ainda) não desistiu do Projecto Ara, mas são poucas as informações disponíveis em relação ao futuro deste projecto. Resta-nos aguardar por mais informações.

 

Ser uma estrela das redes sociais não é muito diferente de ser uma estrela de rock. Que o digam os vários youtubers presentes na Summer In The City, uma convenção de Vloggers/Youtubers que decorre todos os anos em Londres. O Business Insider garante: « há lugar para fãs a gritar, e aproximadamente 10 mil (na sua maioria raparigas) fãs de Youtube em fila durante horas para conhecer as estrelas britânicas do Youtube ». As fotografias são auto-explanatórias.

 

O Facebook quer mesmo ser mais do que uma simples rede social. Aquelas postagens inspiradas que ocasionalmente encontra no seu feed de notícias - e que reconheço serem raras, mas não impossíveis - vão poder dar lugar a artigos mais desenvolvidos, devidamente processados num editor de texto mais completo, próximo do de plataformas como o Wordpress. As coisas estão a ficar interessantes.

 

Há um mercado cada vez maior para aplicações que ajudem a suportar a solidão. « A tecnologia é frequentemente culpada pelo isolamento social, mas namoradas-chatbots, sites de encontros e fóruns parentais podem ajudar a destruir barreiras », explica-nos o PSFK. Um tema que sem dúvida levanta questões pertinentes.

 

O que acha de aprender a programar uma aplicação este Verão? A EdEA (Escola de Estudos Avançados do Grupo Rumos) anunciou esta semana o lançamento da iniciativa Escola de Verão EdEA 2015, que se propõe a ensinar « numa semana » a programar uma aplicação para smartphones. O desafio terá a duração de uma semana e começa dia 31 de Agosto, no Centro de Formação da Rumos. Decida aqui se vale a pena o seu investimento.

 

As mulheres falam mais ao telemóvel que os homens, mas navegam menos. Esta interessante afirmação vem do El País. As conclusões, naturalmente, dizem respeito apenas à realidade espanhola. Mas interessam por se tratar de um mercado "mesmo aqui ao lado", com semelhanças e diferenças que nos cabem a nós definir. Como seria de esperar, a idade desempenha um factor de influência importante: « La franja de edad más activa en el consumo de voz es la que comprende de los 25 a 35 años con una media de 84 minutos. Respecto al consumo de datos, la franja de edad de entre 20 y 25 registra las cifras más altas ».

 

Poupe no tráfego de dados enquanto vê vídeos

 

Youtube-01

Imagem: Minuto Android

 

Passa a vida a ver vídeos no seu telemóvel? Se a resposta for afirmativa, tenho uma pequena recomendação para si, que nos chegou esta semana pelas mãos da Opera. Chama-se Opera Max e permite-lhe a si poupar no tráfego de dados enquanto vê vídeos no seu telefone, sem « qualquer perda significativa de qualidade ». Se é Android talvez valha a pena experimentar. Para descarregar, na Google Play.

 

Um utilizador prevenido vale mesmo por dois. A pensar na sua segurança a ESET lançou esta semana o Stagefright Detector, uma ferramenta gratuita que lhe permite detectar uma vulnerabilidade que afecta quase mil milhões de dispositivos Android e que pode ser explorada através de mensagens MMS maliciosas. O mal, parece, não descrimina versões do sistema operativo da Google e afecta todas as versões da plataforma, incluindo a mais recente Lollipop.

 

Como transformar o seu PC (com Windows 10) num ponto de acesso Wi-Fi? São necessários apenas 5 passos para ser bem-sucedido nesta tarefa. Deixe que seja o nosso João Fonseca a guiá-lo pelo processo.

 

Serão os cigarros electrónicos alternativas mais saudáveis aos cigarros convencionais? Devo referir-lhe que ainda não existe um consenso em relação a esta matéria, mas uma nova análise independente da Public Health England (PHE) considera que os e-cigarettes são até 95% menos prejudiciais que um cigarro convencional. Isto não implica, contudo, que sejam totalmente desprovidos de riscos. Um trabalho da Wired que vale a pena ler.

 

Já pode transferir dinheiro a partir do seu... pulso. A prática funcionalidade pertence à aplicação Square Cash, que foi desenvolvida a pensar no famoso Apple Watch. Tudo o que precisa de fazer é escolher um destinatário e enviar uma mensagem ou e-mail. Mas esta não parece ser a sua única forma de transferir dinheiro: a aplicação oferece « mais algumas opções de destaque, entre elas a possibilidade de transferir dinheiro através de Bluetooth para alguém nas proximidades », escreve-nos o João Fonseca do Telemoveis.com. Quem quer experimentar?

 

Na Índia, a célebre aplicação Uber é responsável por um incremento nas vendas de automóveis. Reconheço que isto pode parecer contraditório, especialmente quando é a própria empresa a gabar-se por incentivar os seus utilizadores a não comprarem carro. « [A] Uber Technologies Inc. representou uma ameaça às vendas de automóveis ao incentivar donos de carros a largarem as suas chaves. Na Índia, em vez disso, a sua popularidade estimulou um 'boom' de veículos », diz-nos a Bloomberg.

 

Já estão à venda as novas versões dos auscultadores Bose QuietComfort 20, com cancelamento de ruído. A proposta chegou-nos esta semana pela ABC, que disponibiliza os modelos nas cores preto e branco. À semelhança de lançamentos anteriores, também os Bose QC20 estão disponíveis em duas versões: uma optimizada para iPhone/iPad/iPod, outra optimizada para equipamentos Android. Não são, contudo, para todos os bolsos: « os auscultadores Bose QuietComfort 20 Acoustic Noise Cancelling já estão disponíveis em Portugal através da ABC nas cores preto ou Branco, com um preço de 299,95€ ».

 

Já temos mais de 18 mil artigos publicados no Telemoveis.com. O site, a partir do qual lhe escrevo esta semana, está online desde 1998 e já foi acedido mais de 48 milhões de vezes desde então. Um desafio que entretanto foi passado a uma segunda geração, que tenta estar à altura. Pode navegar connosco até ao passado, aqui (recordo que é um work in progress).

 

Lembra-se do sistema operativo de Her, o filme de Spike Jonze? Faço-lhe esta pergunta depois de descobrir, por intermédio da Quartz, que já há quem o queira tornar uma realidade. A promessa poderia ser resumida na seguinte afirmação: « na ficção científica as pessoas conversam com as máquinas como se falam com [outras] pessoas. Esse é o futuro ». E se ainda não viu o filme, deixo-lhe desde já uma recomendação para que o faça assim que tiver oportunidade.

 

Quais são as diferenças entre o Samsung Galaxy S6 edge+ e o (normal) Samsung Galaxy S6 edge? A mais óbvia será definitivamente o tamanho: o edge+ é notavelmente maior que o seu irmão mais pequeno. Mas vale a pena notar que estes não são os únicos detalhes que separam os dois telemóveis da Samsung. A Gizmag diz-nos quais são.

 

É oficial: foram divulgados os dados relativos a 40 milhões de contas da Ashley Madison. Independentemente da sua posição em relação ao assunto, permito-me a partilhar consigo esta reflexão de Joanna Schroeder do Good Men Project, que enumera 5 aspectos a considerar antes de celebrar o ataque informático. Vale a pena reflectir sobre estes argumentos.

 

182 praias portuguesas, dentro do seu bolso

 

Portugal-Surf-Guide-03

Imagem: Flickr/Scott

 

Sabia que lhe cabem 182 praias portuguesas dentro do bolso? Antes de se perguntar se tomei algo que não devia, deixe-nos apresentar-lhe o Portugal Surf Guide, ou o guia definitivo do surf em Portugal. O projecto, que conta com uma aplicação para smartphones, pretende apresentar-lhe tudo o que há a saber sobre as melhores ondas, praias e locais para praticar surf em Portugal. « Portugal tem mais de 800 km de  costa, com um fluxo de ondulação atlântica constante que o torna num destino de surf de excelência », diz-nos quem está por detrás do projecto. Vai um mergulho?

 

Tudo indica que Silicon Valley não vê Donald Trump com bons olhos. O discurso anti-imigração do candidato à presidência dos Estados Unidos já motivou reacções por parte da Fwd.us, uma organização fundada por Mark Zuckerberg (fundador do Facebook) para fazer lobbying a assuntos importantes para a indústria. Uma agenda que inclui, entre outros temas, reformas às políticas de imigração. « A ideia de que devíamos restringir radicalmente o percurso a imigrantes altamente qualificados, que vêm e ficam cá, está - uma vez mais - completamente errada ». As palavras são do presidente da Fwd.us, Todd Schulte.

 

Dentro do tema Ashley Madison: o The Guardian disse-nos esta semana que os dados divulgados pelos piratas informáticos sugerem que a plataforma de encontros extra-conjugais não foi totalmente clara com os utilizadores que optaram por eliminar totalmente  os seus dados pessoais (opção 'Full Delete', que por sinal é paga). As informações guardadas incluem datas de nascimento ou códigos postais, entre outros dados identificáveis. Reconheço alguma ironia ao verificar que, afinal, o site traiu os seus utilizadores.

 

Regresso uma vez mais ao tema dos cigarros electrónicos. A Ana Maia do DN disse-nos esta semana que os 'e-cigars' poderão vir a ser receitados no Reino Unido, mas que os especialistas em Portugal se mostram bem mais cépticos. « Os estudos que existem ainda não insuficientes para se saber os efeitos para a saúde a médio e longo prazo de quem fuma este tipo de cigarros », de acordo com a directora do Programa Nacional para a Prevenção e o Controlo do Tabagismo. Talvez seja melhor nem sequer fumar.

 

Chegou o WhatsApp Web para quem usa iPhone. A funcionalidade, que já se encontra disponível para Android desde o início do ano, funciona essencialmente como uma extensão da aplicação de mensagens. Se estiver interessado em experimentar esta nova funcionalidade do serviço, nós dizemos-lhe como o pode fazer. É tão simples que vale a pena tentar.

 

Esta semana também se falou da Uber. E se anteriormente a referência à famosa aplicação foi positiva, desta vez nem tanto. O Business Insider contou-nos que um dos funcionários contratados pela empresa para transportar os seus clientes se tratava de um assassino condenado. E o pior: a candidatura foi aplicada utilizando um nome falso. O sistema aplicado pela Uber para confirmar detalhes sobre o background dos seus funcionários está longe de ser perfeito, e este foi apenas um de 25 outros casos semelhantes já registados. Mentir não fica bem a ninguém.

 

Quem não vê os vídeos do Facebook com bons olhos são os Youtubers. Se ainda recentemente um Youtuber proeminente acusou a rede social de « mentir, enganar e roubar », foi a vez de outro popular Youtuber erguer a voz contra a plataforma de Mark Zuckerberg. E os comentários não são nada simpáticos. Uma mensagem que nos chega pela NPR.

 

Ainda dentro do tema das redes sociais: o Facebook pode ser a maior e mais abrangente rede social do planeta, mas é o Pinterest quem mais parece cativar internautas do sexo feminino. No Instagram a prevalência de jovens do sexo feminino ainda é um facto, com a particularidade de ser uma rede social etnicamente muito variada. Este e outros dados interessantes sobre as redes sociais mais populares do planeta foram divulgados pela Marketing Land, que publicou as conclusões de um estudo realizado pelo Pew Research Center. Vale a pena ler.

 

O novo smartphone da Huawei vai deixá-lo - e perdoe-me o trocadilho - 'flippado'. Digo isto porque uma das suas características mais notáveis é a sua câmara digital rotativa ('flippable'), de 13 MP, que tanto pode ser usada da forma convencional, como pode ser convertida numa câmara frontal para 'selfies'. E se esta não é uma tendência na qual eu me reveja pessoalmente, pelo menos fico feliz por lhe dizer que também não é a única característica apelativa na nova proposta da empresa. São as novas tendências.

 

É uma história interminável, mas verídica: refiro-me à eterna batalha judicial entre a Apple e a Samsung, que está longe de terminar. Não perca o próximo episódio, num Supremo Tribunal perto de si.

 

Se estiver a pensar sair este fim-de-semana, não se perca: aproveito a ocasião para lhe sugerir as 3 melhores apps GPS para Android, enumeradas pelo nosso João Fonseca. E se as vistas forem do seu agrado, não se esqueça de tirar uma fotografia para mais tarde se recordar (é claro que se a edição não for o seu forte, estas aplicações talvez lhe sejam úteis).

 

Por favor, passe menos tempo colado ao telemóvel

 

Smartphones-01

Imagem: Flickr/Tomeu Planells

 

Em português, mas do outro lado do Atlântico: as consequências de passar muito tempo a olhar para o 'celular' ou tablet podem manifestar-se em problemas físicos. O alerta chega-nos da Paula Romano, do Update or Die, que aproveita a ocasião para nos divulgar um vídeo do Buzzfeed sobre essas mesmas consequências. Para reflectir.

 

Estão a vender-se menos smartphones em todo o mundo. A culpada, sugere-nos a Maria Inês Coelho da Pplware, é a China. O segundo trimestre de 2015 foi o período mais 'fraco', em termos de vendas, que se registou desde 2013. Estará a 'febre' a passar?

 

Que tal dizer adeus às 'zonas mortas' do sinal Wi-Fi? Esta proposta apelativa chegou-nos pela TP-Link, que anunciou um novo extensor de sinal para o mercado português. O RE450 é dual band, ou seja, trabalha simultaneamente com duas frequências de banda, o que lhe permite proporcionar velocidades muito interessantes para quem navega na internet. Em Portugal custa 99,90€.

 

Mesmo aqui ao lado: em Barcelona as tecnologias móveis ligadas à saúde estão a salvar vidas. « [As aplicações] ajudam os pacientes a terem um papel muito mais activo na gestão das suas condições », comenta Bárbara Vallespín, citada no IDG Connect. E tudo graças à proliferação dos smartphones.

 

Ainda dentro do tema 'smartphones': começou dia 21 de Agosto a campanha de pré-venda do novo Samsung Galaxy S6 edge+. O telefone, diz-nos a Samsung em comunicado de imprensa, chega oficialmente às lojas no dia 4 de Setembro e vai estar disponível em duas versões. Quanto aos preços, esses serão muito pouco amigos do seu bolso: o novo telefone vai custar 799€ (32 GB) e 899€ (64 GB). Quem puder, que usufrua.

 

Os profissionais podem e devem fazer a diferença nas estratégias eleitorais digitais. « Não se pode pensar em campanha política na internet como simplesmente um espaço para divulgar as peças feitas para a campanha tradicional. Tudo deve ser adaptado e remodelado para esse novo ambiente da disputa eleitoral que é o mundo digital », diz-nos o Frederico Carvalho no seu site. Vale a pena conhecer os seus argumentos.

 

Para fechar a semana: o calor pode baixar um bocadinho durante o fim-de-semana, mas nem por isso deve deixar de sair e fugir um pouco às tecnologias. Os benefícios dessa fuga podem fazer toda a diferença no seu estado de espírito. Faço-lhe esta sugestão após recentemente ter recuperado uma postagem mais antiga no Telemoveis.com, que nos mostra a interferência dos telemóveis no nosso quotidiano. Veja por si e deixe-me saber se é isto que vê diariamente em espaços públicos.

 

Os Drones estão a ajudar a salvar vidas no Mediterrâneo. Não servindo apenas para monitorizar aquelas águas, estes robôs podem inclusive fazer a diferença na hora de detectar situações de emergência. « É precisamente por isto que temos drones », comenta um dos coordenadores das operações de salvamento de imigrantes clandestinos daquela área.

 

Sem dúvida um título provocador, da Bloomberg: Investidores afirmam que a HTC não vale nada. Uma breve contextualização: a empresa, com origem no Taiwan, arrisca-se a seguir os passos da Nokia e a entrar numa situação incontornável. Para já os seus principais esforços centram-se em smartphones de gamas elevadas e no corte de despesas. Mas tudo isto poderá não ser suficiente.

 

São boas notícias: um adolescente norte-americano foi salvo graças a um 'butt-dial', que é quando ocorre uma marcação de número involuntariamente, geralmente com o smartphone arrumado dentro do bolso de trás das calças. Uma história para o recordar de que a sorte também nos pode sorrir.

 

Ao fotografar comida poderá estar a infringir direitos de autor. O aviso vem do jornal alemão Die Welt, que chama a atenção para o lado 'puramente legal' da questão. Suponho que seja uma forma de tirar toda a piada (se considerar que a há) ao acto. Uma leitura curiosa, com ajuda do Tradutor da Google.

 

Chama-se Bozza e quer ser o Spotify/Netflix africano. Para já a empresa pretende tirar proveito do elevado número de utilizadores de telemóvel daquele continente, o que explica a sua abordagem 'mobile first'. Os pontos fortes do serviço: suporte garantido em telemóveis baratos e um sistema de compressão de dados que promete consumos mais baixos no tráfego de dados. Por cá também queremos o mesmo.

 

As gigantes tecnológicas querem apostar mais na diversidade. Os resultados reais das suas práticas, contudo, ainda estão longe de serem ideais. Este trabalho fascinante do The Verge mostra-nos que ainda há um longo caminho a percorrer.

 

4,887