NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Cai mais um satélite da Iridium

Cai mais um satélite da Iridium

segunda-feira, 04 dezembro, 2000 /
A rede de satélites Iridium continua a desfazer-se. Na última semana caiu mais um satélite. Um dos satélites da rede Iridium caiu na semana passada, devendo entrar em breve na atmosfera, algures sobre o mar Ártico. O casoa dá-se duas semanas depois de um outro satélite ter deixado a sua órbita, e espera-se que no começo do ano que vem volte a acontecer o mesmo. A Motorola, empresa que fundou a rede de telefones por satélite Iridium, já tinha informado o tribunal de falências de Nova Iorque que ia destruir os 66 satélites que formam a rede. A rede Iridium foi em tempos vista como uma revolucionária forma de comunicação que cobria todo o planeta, mas o elevado preço dos telemóveis de satélite e o preço das chamadas telefónicas impediu o crescimento do número de utilizadores, o que levou a Iridium a um penoso processo de falência durante o qual ainda negociou a entrada de novos investidores, mas sem sucesso. A Boeing poderá vir a recuperar o funcionamento do sistema através da Boeing Space, com custos mais baixos - deixando para trás a Motorola que, até agora, com os seus 130 funcionários ainda no activo no posto de controlo dos satélites sediado em Washington DC, gasta mensalmente com o iridium entre 100 a 110 milhões de dólares.
3,369