NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Apple e Beats dão o nó

Apple e Beats dão o nó

quinta-feira, 29 maio, 2014 /
Apple e Beats dão o nó

É oficial: a Beats foi adquirida pela Apple num negócio de 3 mil milhões de dólares

Apple e Beats dão o nó

Apple e Beats - A aquisição já foi oficialmente confirmada por ambas as empresas e terá sido recebida com reacções diversas. Espera-se que a transacção termine durante o Q4 deste ano.

O que se sabe - O Beats Music continuará a operar de forma independente do iTunes, de acordo com as informações conhecidas. A ocasião do anúncio oficial da aquisição também foi propícia para uma descina nos valores anuais de subscrição, que agora se situam nos 99 dólares.

Estando a Beats Music disponível para Android, esta tornou-se na primeira aplicação pertencente à empresa a chegar a uma plataforma rival. Também os co-fundadores da empresa, Dr. Dre e Jimmy Iovine, juntaram-se aos quadros da Apple e passarão a trabalhar dentro da empresa.

Num memorando interno de Tim Cook para a Apple, Cook descreve o serviço de streaming da Beats como sendo o «primeiro serviço por subscrição que entende como as coisas devem ser feitas», em parte devido à linha editorial fortemente marcada do serviço, além da sua equipa de curadoria.

«A Beats Electronics tornou-se na marca de eleição para auscultadores e colunas, tanto no mundo da música como no desporto, apenas cinco anos depois do seu lançamento. Eles estão entre os produtos de terceiros mais populares e melhor votados nas lojas online e de retalho da Apple. Vemos uma oportunidade incrível de trazer o design lendário da Apple e as competências de engenharia para esses produtos populares sob a liderança do Phil», escreveu Cook.

4,492