NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Análise. Powerbank TP-LINK PB50 10.000 mAh

Análise. Powerbank TP-LINK PB50 10.000 mAh

terça, 21 julho, 2015 /
Análise. Powerbank TP-LINK PB50 10.000 mAh
Examinámos o powerbank da TP-LINK, com uns portentosos 10.000 mAh.

Com a crescente importância dos smartphones no mundo tecnológico actual, nunca uma componente como a bateria teve tanta importância. Seja para enviar uma mensagem ou fazer um telefonema urgente, aceder às redes sociais ou ao email, a bateria é uma parte que detém uma extrema importância nos dias de hoje.

Infelizmente e com a constante evolução dos smartphones, a bateria tende a durar cada vez menos por vários motivos. À medida que as características como o processador, qualidade de ecrã ou conectividade aumentam, a consequência traduz-se numa redução por vezes drástica da capacidade de bateria. É aqui que entram os powerbanks

Os powerbanks são dispositivos portáteis que cumprem o propósito de carregar um telemóvel, câmara, tablet ou qualquer outro dispositivo que faça uso de um cabo USB on the go, sem que seja necessária uma ligação a uma tomada eléctrica. E hoje analisamos o TPLINK PB50, que detem uma fantástica capacidade de 10.000 miliamperes.

TPLINKPowerbank


O equipamento tem capacidade para recarregar dois dispositivos em simultâneo, e faz uso de um mecanismo a que a TP-LINK chama de "Intelligent Charging", isto é, o powerbank reconhece o dispositivo a que está ligado de forma a que o possa reconhecer e possibilitar a mais rápida possível capacidade de recarregamento. 

Com uma capacidade de 10.000 mAh, o dispositivo terá - à partida - capacidade para recarregar totalmente um smartphone comum pelo menos três vezes, isto contando que estamos a falar de um topo de gama de mercado que tenha uma capacidade superior a 3.000 mAh, como por exemplo o Meizu MX5

No nosso caso testámos um LG Nexus 5, que tem uma bateria de cerca de 2.300 mAh. A julgar pelas nossas contas, o TPLINK PB50 terá de conseguir recarregar o dispositivo na sua totalidade, pelo menos quatro vezes, tendo em conta que o mesmo dispõe de 10.000 mAh para oferecer. 


RESULTADOS

Após terem sido efectuados alguns testes, os resultados são bastante satisfatórios. O powerbank conseguiu recarregar o dispositivo sem esforço e com bastante rapidez, tendo demorado apenas cerca de 10 minutos a recarregar 10% da bateria, o que correspondeu a um recarregamento total em perto de uma hora e meia. Em termos de agilidade de recarregamento, a tecnologia "Intelligent Charging" realmente cumpre o que promete. 

Por fim, as vezes que o equipamento conseguiu recarregar o Nexus 5 na sua totalidade, antes do powerbank em si gastar toda a sua bateria. O Nexus 5 foi recarregado um total de 4 vezes, tendo ainda restado alguma bateria no powerbank para conseguir recarregar algum outro smartphone de emergência. 


CONCLUSÃO

A utilização dos powerbanks de facto pode ter bastante utilidade, especialmente em contextos onde uma tomada não esteja disponível no imediato, como por exemplo para acampar ou passar férias em algum local mais remoto. Neste sentido e quando a bateria do smartphone está "nas últimas", pode de facto ser um alívio ter um equipamento deste género em posse. No caso do TP-LINK PB50, a conclusão a retirar em termos de funcionamento geral não podia ser melhor. Tanto a nível de capacidade de recarregamento como na rapidez do mesmo, não existe absolutamente nada a apontar. Cumpre o que promete de forma eficaz, sendo que vem com o bónus de ter um excelente design e extremamente portátil. 


Segue-nos no Instagram!


 

5,324