NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
A Wikileaks ainda tem 1,7 milhões de documentos pela frente

A Wikileaks ainda tem 1,7 milhões de documentos pela frente

segunda-feira, 08 abril, 2013 /
A Wikileaks ainda tem 1,7 milhões de documentos pela frente

Todos relativos à diplomacia norte-americana na década de 70. Só que ao contrário das anteriores divulgações da Wikileaks, estes documentos estão abertos ao público no Arquivo Nacional dos EUA.

A Wikileaks ainda tem 1,7 milhões de documentos pela frente

A Wikileaks começou a semana com a divulgação de documentação relativa a questões da diplomacia norte-americana durante a década de 70, segundo anunciou o Público. Importa referir, contudo, que esta divulgação é baseada em arquivos disponíveis ao público no Arquivo Nacional norte-americano, e não em fugas de informação como em situações anteriores.

São esperados ainda mais 1,7 milhões de documentos para complementarem a Biblioteca Pública da Diplomacia Norte-Americana, nome atribuído por Julian Assange ao elevado número de documentos divulgados.

Assange, membro fundador da Wikileaks, encontra-se refugiado na embaixada do Equador em Londres desde Junho de 2012, não podendo abandonar o local sob o risco de ser extraditado para a Suécia, onde foi acusado de violação por duas mulheres.

2,796