NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Portugal sobe no ranking de ameaças na Internet em 2012

Portugal sobe no ranking de ameaças na Internet em 2012

quarta-feira, 17 abril, 2013 /
Portugal sobe no ranking de ameaças na Internet em 2012

2012 registou um aumento das ameaças na Internet em Portugal face a 2011, segundo um relatório da Symantec.

De acordo com o mais recente relatório da Symantec, 2012 foi um ano em que Portugal registou um aumento das ameaças na internet, o que o situa no 38º lugar do ranking mundial - em termos comparativos, em 2011 ocupava o 44º lugar no mesmo ranking.

As posições, contudo, podem variar consoante o tipo de ameaça. No caso de redes botnet, por exemplo, 'Portugal figura na 24ª posição, em termos mundiais, registando-se aqui 0,57 por cento da totalidade dos ataques desta natureza. Já no que se refere ao contexto europeu, Portugal ocupa a 12ª posição, com uns significativos 1,5 por cento', refere o relatório.

A Internet em Portugal está mais ameaçadora

E em que é que estas ameaças se traduzem? Se olharmos para o SPAM, cerca de 60% dos e-mails monitorizados terão sido incluídos nesta categoria. Sectores como o Farmacêutico ou o Químico terão sido os maiores contribuidores para o envio de SPAM em 2012, seguido de serviços profissionais e do governo. Mas também os ataques informáticos, especialmente os dirigidos a pequenas empresas, que representam uma percentagem significativa do cenário empresarial em Portugal, parecem ser mais frequentes. Este tipo de ataques informáticos aumentou cerca de 42% face a 2011.

'Embora as pequenas empresas possam achar que estão imunes a ataques dirigidos, os cibercriminosos são atraídos pelos dados bancários, os dados de clientes e a propriedade intelectual destas organizações', de acordo com Luís Ramos, especialista em segurança da Symantec, citado no Jornal de Notícias.

2,981