NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
10 tendências tecnológicas para 2015

10 tendências tecnológicas para 2015

terça-feira, 20 janeiro, 2015 /
10 tendências tecnológicas para 2015

2015 acabou de começar, mas já existem expectativas tecnológicas relativas ao novo ano. As projecções foram feitas pela E.Life

 

 

*Artigo publicado também no iOnline


A E.Life, que se apresenta como uma especialista em inteligência de mercado e gestão de redes sociais, acredita que plataformas como o WhatsApp ou o SnapChat assumirão um papel particularmente importante este ano, mesmo que isso possa não se traduzir num volume de utilizadores tão significativo como o do Facebook.

Também os pagamentos feitos a partir de dispositivos móveis como tablets ou smartphones deverão conquistar mais adeptos este ano, em particular em mercados como o Brasil, onde 50% da população já adquiriu produtos/serviços através de dispositivos móveis.

« Em 2015 espera-se que tudo possa ser comprado usando um dispositivo móvel, desde ingressos, apps e assinatura de conteúdos », diz a empresa.

Espera-se também que 2015 seja o ano em que os novos dispositivos tecnológicos valorizem mais a vertente estética, aproximando-se cada vez mais do segmento dos acessórios de moda.

As projecções da E.Life relativas a 2015 podem ser conferidas já a seguir.


10 tendências digitais para 2015

1) Oportunidades de relacionamento através do Big Data - Em 2015, as marcas vão começar a perceber que há muito atendimento e pouco relacionamento com o consumidor nos seus canais sociais. É altura de expandir a régua de relacionamento com o consumidor em momentos-chave: aquisição, boas-vindas, compra, aniversário e pós-venda.

2) Ascensão do Whatsapp e Snapchat - As já comuns ações de relacionamento nas redes sociais – até então muito centradas no Facebook e Twitter – vão em 2015 dispersar para outras redes. E o destino mais comum será o Whatsapp e o Snapchat.

3) Monitorização do consumidor no ponto de venda - Tecnologias como iBeacon cada vez mais monitorizarão frequência, tempo de permanência, preferências dos consumidores no pontos de venda. Se integrados com login social e CRM dos retalhistas, a personalização de conteúdos e ofertas será ainda mais assertiva.


4) Mais “spin-offs” de aplicativos - Finalmente, as marcas vão encarar os aplicativos menos como um investimento pontual e mais como uma presença importante dentro da adoção em massa da mobilidade pelos consumidores. Haverá mais fragmentação de apps complexos, criando novidades focadas em pequenas / rápidas ações.

5) Gadgets como acessórios de moda - Este ano os anéis conectados da Ringly, que avisam sobre e-mails importantes, tornaram-se populares. Em 2015, além dos dispositivos móveis, como os smart watches, novas tecnologias como iBeacons permitirão mais objetos conectados.

6) Pagamentos mobile - No gigante mercado brasileiro, 50 por cento da população já comprou produtos e serviços através do telemóvel e do tablet. Em 2015, espera-se que tudo possa ser comprado usando um dispositivo móvel, desde ingressos, apps, assinatura de conteúdos, etc.


7) Deep Profile: maior informação sobre o consumidor - Mapear preferências do consumidor antes da interagir será lei em 2015. Com o advento do Big Data nas redes sociais tornou-se mais fácil conhecer os hábitos de cada consumidor. Um facto que permite interações muito mais personalizadas.

8) Produção de conteúdo de qualidade - O vídeo digital não é mais para amadores. Superproduções dominam o cenário, que em nada lembra os primeiros vídeos toscos publicados no Youtube em 2005. Receita para o sucesso: publicar rápido, bastante, com investimento em produção.

9) Privacidade na agenda - Em 2014, o Facebook preocupou-se um pouco mais com a privacidade e sugeriu que os seus utilizadores fechassem os seus murais. Em 2015, a preocupação com a privacidade manter-se-á, ultrapassando o Facebook, devendo fazer parte das discussões em todas as esferas da sociedade.

10) SaaS: Saatisfation na comunicação digital - O termo SaaS (Software as a Service) chega agora à comunicação. Sites mais simples, normalmente de uma única landing page e com links para scroll vertical dominam o mercado. Aposta-se agora numa comunicação mais constante com o consumidor através de e-mail marketing e social login.


6,383