NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

SOPA e PIPA, votação das leis adiada nos EUA

segunda-feira, 23 janeiro, 2012 /
SOPA e PIPA, votação das leis adiada nos EUA

Votação das leis SOPA e PIPA foi adiada nos Estados Unidos. Protesto de websites como Wikipedia, Google e Facebook parecem ter dado resultados.

A votação das muito contestadas leis SOPA - Stop Online Privacy Act -, e PIPA - Protect Intellectual Property Act -, foram adiadas pelo congresso dos Estados Unidos. Votação das leis adiada até haver consenso sobre as mesmas.

Harry Reid, líder do senado norte-americano, explicou via Twitter que «à luz do recentes eventos, decidi adiar a votação de 3ª Feira relativa à PIPA». Tal decisão leva a crer que todo o protesto organizado via internet com o blackout de inúmeros websites, entre eles a Wikipedia e Google, deu resultado.

SOPA e PIPA, votação das leis adiada nos EUA

A Google anunciou ainda que a petição presente no seu blogue obteve 7 milhões de assinaturas contra as leis SOPA e PIPA, que resultariam na censura da internet e na imposição de regulação rigorosa em caso de aprovação.

Lamar Smith, principal defensor e criador da SOPA, referiu ter ouvido «as críticas, e levo muito a sério as suas preocupações de acordo com a legislação em relação ao problema da pirataria online».

Lamar Smith conclui dizendo que «é óbvio que precisamos de fazer uma nova aproximação de qual a melhor maneira de resolver o roubo dos ladrões estrangeiros que roubam e vendem material e invenções americanas».

3,593