NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Youtube - uma forma de Ganhar Dinheiro.

Youtube - uma forma de Ganhar Dinheiro.

sexta-feira, 12 dezembro, 2008 /
Fazer vídeos para o Youtube, um passatempo para milhares de fãs da internet, é agora uma forma de ganhar a vida. Para alguns, como Michael Buckley, o apresentador de um programa sobre celebridades que aprendeu tudo sozinho e começou a fazer filmes engraçados; é agora um emprego a tempo inteiro.

Buckley abandonou o seu emprego em Setembro depois de os seus lucros online ultrapassarem em larga escala o seu ordenado de assistente administrativo de uma companhia de promoção musical. O seu programa que passa três vezes por semana, um pouco "palerma", na sua opinião, ajudou-o a evitar o cartão de crédito.

Buckley, 33 anos, era apresentador de um programa semanal de um canal público de Connecticut no verão de 2006 quando seu primo começou a publicar pequenas noticias no YouTube. As piadas sobre as celebridades atraíram visitantes e rapidamente Buckley criou um segmento chamado "What the Buck?" unicamente para a internet.

"Mas no YouTube eu fui visto 100 milhões de vezes", ele disse. "É uma loucura".

Tudo o que ele precisou foi de uma câmara Canon de 2 mil dolares, um pedaço de pano de 6 dolares como fundo e um par holofotes comprados numa loja.

Buckley é um exemplo de como a internet democratiza a publicação de conteúdo.

Sites como o YouTube permitem que qualquer um com uma ligação à internet encontre algum fãs(seguidores), basta apenas publicar o material e simplesmente promovê-lo.

Ainda assim, ganhar audiência leva algum tempo. "Eu passei 40 horas por semana no YouTube no último ano antes de ganhar um centimo", disse Buckley , mas pelo menos em alguns casos isso vale a pena.

Buckley é um dos primeiros membros do programa de parceria do YouTube, que agora inclui milhares de participantes, desde os criadores de vídeos às grandes empresas de media.

O Youtube, subsidiário do Google, coloca anúncios dentro e à volta dos vídeos dos seus parceiros e partilha os lucros com os seus criadores. "Nós queríamos transformar estes hobbies em negócios", disse Hunter Walk, gestor de produto do site, que chama aos utilizadores populares como Buckley , as "empresas de media casuais".



Diversão rentável

O YouTube recusou-se a comentar quanto dinheiro os parceiros ganham em média, parcialmente porque a procura por anúncios varia de acordo com os vídeos. Mas o porta-voz Aaron Zamost disse que "centenas de parceiros do YouTube recebem milhares de dólares ao mês". Pelo menos alguns vivem disso: Buckley diz que recebe mais de 100 mil dolares dos anúncios do YouTube.

O YouTube site registra 10 vezes mais audiência do que qualquer outro website de compartilhamento de vídeos nos Estados Unidos, mas mostrou-se difícil de ser lucrativo para o Google, principalmente porque a maioria dos vídeos são publicados por utilizadores anônimos que podem não ter os direitos sobre o conteúdo que disponibilizam.

Ainda que o YouTube tenha impedido grande parte da veiculação de vídeos ilegalmente, ainda teme colocar anúncios sem a autorização dos utilizadores. Como resultado disso, apenas 3% dos vídeos do site são apoiados por publicidade.

Mas a companhia tem grandes esperanças para o programa de sócio. Os executivos comparam-no a Google AdSense, a tecnologia que revolucionou o anúncio e que torna possível aos editores colocar publicidade junto aos textos.

"Algumas destas pessoas estão a fazer vídeos no seu tempo livre. disse Chad Hurley, co-fundadora do YouTube. "Nós acreditamos que se lhes pudéssemos trazer mais rendimento, eles poderiam criar conteúdos melhores"

(...)

Em tempo de crise e de despedimentos nesta industria dos media; esta pode ser uma excelente opção muitos dos utilizadores (Youtube).

Buckley diz que tudo começou sem fins lucrativos, mas "oh! que bela surpresa", comenta.

3,123