NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Turquia. Onde as selfies ganharam uma conotação política

Turquia. Onde as selfies ganharam uma conotação política

segunda-feira, 04 agosto, 2014 /
Turquia. Onde as selfies ganharam uma conotação política

As 'selfies' estão mais populares do que nunca na Turquia, mas a sua escalada de popularidade deve-se a motivos mais políticos do que narcisísticos

*Artigo escrito originalmente para http://www.ionline.pt/tecnologia

Após as recentes declarações do vice-ministro Bulent Arinc, que afirmou que "as mulheres não devem rir em público", as reacções não se fizeram esperar em plataformas como o Twitter ou o Instagram.

As quantidade assombrosa de 'selfies' que passou a invadir as redes sociais após aquelas declarações mostra o evidente descontentamento do público feminino daquele país em relação à opinião do governante turco. Nas imagens podemos ver mulheres de todas as idades a sorrir, inclusive em locais públicos.

Uma das primeiras activistas a publicar uma 'selfie' enquanto resposta às declarações do vice-ministro foi a jornalista Ece Temelkuran, que terá pedido a outras mulheres que se juntassem ao movimento e partilhassem as suas próprias fotografias como forma de protesto.

Entre as diversas hashtags associadas ao movimento, três destacaram-se com uma certa proeminência: #kahkaha, #direnkahkah e #direnkadin. Enquanto que a primeira significa "riso" no idioma turco, a expressão Diren Kahkah combina "riso" e "resistência" - sendo esta última palavra novamente reaproveitada na terceira hashtag, desta vez associada a "mulher" (kadin).

Turquia protesta nas redes sociais

Este também não foi o primeiro episódio onde as redes sociais serviram de plataforma de protesto para as mulheres turcas.

Em 2012, um outro membro do governo daquele país - desta vez o Primeiro Ministro Recep Rayyip Erdogan - terá comparado o aborto a um homicídio, tendo motivado uma resposta semelhante. Só que, no lugar de 'selfies', as mulheres turcas partilharam fotografias onde mostravam as suas barrigas. Nas imagens lia-se a frase  "o meu corpo, a minha decisão".

Turquia. Onde as selfies ganharam uma conotação política

3,582