NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
TMN apresenta um Resultado Líquido de 26,0 milhões de contos

TMN apresenta um Resultado Líquido de 26,0 milhões de contos

sábado, 28 outubro, 2000 /
TMN apresenta um Resultado Líquido de 26,0 milhões de contos A TMN, empresa do Grupo Portugal Telecom registou até ao final de Setembro um Resultado Líquido de 129,6 MEuros (26,0 milhões de contos), o que corresponde a um crescimento de 62% relativamente ao período homólogo do ano anterior. «- Clientes crescem 34% num ano para 2.595.324, reforçando a TMN a liderança do mercado. - Proveitos Operacionais atingem os 763,4 MEuros (153 milhões de contos), um aumento de 44%. - ARPU cresceu 6,1%, reflectindo o aumento de 11% no número médio de minutos por cartão activo e a boa adesão verificada aos serviços SMS e WAP, disponibilizando este último o acesso à Internet através do serviço SapoTMN.net. - EBITDA aumentou 55% situando-se em 276,0 Meuros (55,3 milhões de contos) e a margem EBITDA situou-se nos 36,4%, 2,6 pontos percentuais acima do registado no final de Setembro de 1999. - Resultados Líquidos aumentam 62% face ao período homólogo. - Investimentos elevam-se a 171,7 MEuros (34 milhões de contos) para expansão e melhoria da qualidade da rede e comercialização de novos serviços. A TMN, empresa do Grupo Portugal Telecom registou até ao final de Setembro um Resultado Líquido de 129,6 MEuros (26,0 milhões de contos), o que corresponde a um crescimento de 62% relativamente ao período homólogo do ano anterior. Os proveitos operacionais atingiram o valor de 763,4 MEuros (153 milhões de contos), um acréscimo de 44% face a idêntico período de 1999. Este bom desempenho teve o contributo decisivo dos proveitos de serviço que atingiram 631,5 MEuros (126,6 milhões de contos), mais 48% que em igual período do ano anterior. O EBITDA foi de 276,0 MEuros (55,3 milhões de contos), representando um crescimento de 55% em relação ao período homólogo de 1999. A sua percentagem nas receitas de exploração (EBITDAmg), foi de 36,4% (2,6 pontos percentuais acima do registado no final do terceiro trimestre do ano anterior). O proveito de serviço médio mensal por cliente (ARPU) registou um valor médio de Janeiro a Setembro de 30 Euros (6 100 escudos), mais 6% do que no período homólogo do ano anterior. Refira-se ainda que o ARPU apresenta um valor superior a 32 Euros (6.400 escudos) neste terceiro trimestre, o que traduz um acréscimo de 8% face ao valor médio dos seis primeiros meses do ano. A boa performance deste indicador que constitui um contributo decisivo para os bons resultados alcançados pela TMN no período em análise é explicada pela crescente utilização do serviço de voz, dos serviços de SMS e WAP, bem como pelo alargamento da base de cartões activos e reforço do número de clientes de elevado consumo. A crescente utilização do serviço de voz por parte dos cartões activos, reflectida no aumento do número médio mensal de minutos por cartão, 137,5 minutos que compara com os 123,8 minutos do período homólogo do ano anterior, mais 11 %, contribuiu decisivamente para o aumento do ARPU. Com efeito, este indicador tem evoluído de forma muito positiva ao longo destes primeiros nove meses do ano. O valor médio mensal neste terceiro trimestre foi de 148,2 minutos, o qual traduz um crescimento de 9% relativamente ao trimestre imediatamente anterior (135,6 minutos). O crescimento do ARPU reflecte também a boa adesão dos cartões activos verificada nos serviços SMS (mensagens escritas) e WAP (acesso móvel à Internet), os quais têm vindo a registar forte apetência por parte de segmentos específicos do mercado. O número médio de mensagens por cartões activos do mês de Setembro foi de 15 mensagens, mais do triplo do verificado em Janeiro. A evolução crescente da utilização média do serviço deriva também do alargamento da base de clientes da TMN, motivador do crescimento acentuado das comunicações dentro da rede, e do reforço do número de cartões activos de elevado consumo, contribuindo estes factores igualmente para o crescimento do ARPU. O número de clientes da TMN, no final de Setembro, era de 2.595.324, o que corresponde a um incremento anual de 34 %. Efectivamente, a carteira de clientes da TMN cresceu, desde o final do ano até 30 de Setembro, 480.645 cartões, sendo que, só no último trimestre, a TMN registou a adesão de 261.299 novos clientes, o que representa 54,4% do total verificado desde o início do ano. O portal SapoTMN.net, desenvolvido em parceria com a PT Multimédia.com, viu alargada a oferta de conteúdos colocada à disposição dos nossos clientes, como por exemplo, serviços de informação de tráfego, informação sobre cinemas e restaurantes, banca on-line com links para as principais instituições financeiras e novos jogos WAP. Por outro lado, a política comercial seguida pela TMN, permitiu consolidar a sua posição junto dos clientes empresariais, registando-se uma evolução muito favorável dos clientes TMN com planos de preços e pacotes de minutos, os quais cresceram cerca de 40%, no último ano. No que diz respeito aos produtos especificamente destinados aos clientes com contrato, o número de novas adesões verificado nestes primeiros nove meses do ano é 71% superior ao verificado em igual período do ano anterior. Este facto é revelador do sucesso da política de lançamento de produtos de fidelização com contrato prosseguida pela empresa. No sentido de dotar as redes da TMN com as infra-estruturas necessárias à prestação de mais serviços, sempre com a melhor qualidade e a um número crescente de clientes, a TMN investiu 171,7 MEuros (34,4 milhões de contos), o que equivale, praticamente, a manter o nível de investimento efectuado no mesmo período de 1999. O Presidente da Comissão Executiva da TMN, Iriarte Esteves considera "a performance da TMN, ao longo deste 3º trimestre de 2000, muito positiva, conduzindo a um resultado líquido trimestral que é 55% superior ao alcançado no trimestre homólogo do ano anterior, 44,9 e 28,9 MEuros (9,0 e 5,8 milhões de contos) respectivamente. O proveito médio mensal por cliente (ARPU) teve um comportamento bastante favorável, atingindo 30 Euros (6.100 escudos) nos primeiros nove meses do ano, traduzindo a crescente utilização média do serviço por parte dos clientes. Este crescimento do ARPU é especialmente relevante na medida em que esta evolução representa uma inversão sustentada do decréscimo do ARPU que vinha a verificar-se nos anos anteriores, até 1999. Em contraste, e fruto do uso das mais modernas tecnologias a par duma correcta e criteriosa afectação dos nossos recursos, mantivemos o "cash-cost" médio mensal por cliente (CCPU), em termos médios de Janeiro a Setembro, no valor de 17 Euros (3.357 escudos), ou seja um valor muito semelhante ao verificado em igual período do ano anterior. A TMN apresentou em 27 de Setembro a sua candidatura à concessão de uma licença para a 3ª geração de serviços móveis celulares (IMT2000/UMTS). A TMN prosseguirá a sua estratégia de liderança, reforçando a sua posição no mercado das telecomunicações móveis, através de uma oferta competitiva e diversificada, respondendo às expectativas quer do mercado de particulares, quer do empresarial".»
2,973
Tags
TMN