NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Telecom: Angelo Paupério diz que sector foi o que mais resistiu à crise

Telecom: Angelo Paupério diz que sector foi o que mais resistiu à crise

sexta-feira, 20 novembro, 2009 /
Zeinal Bava acredita que o valor das receitas do sector das telecomunicações ultrapasse os 3,5 por cento do PIB (Produto Interno Bruto), podendo chegar aos 4 ou mesmo 5 por cento do PIB. O presidente da Sonaecom, Ângelo Paupério, afirmou hoje que o sector das telecomunicações foi o que melhor resistiu à crise e o presidente-executivo da PT, Zeinal Bava, acredita que as receitas consigam pesar mais de 3,5 por cento do PIB. "O mercado das telecomunicações foi o que melhor resistiu à crise e os resultados dos operadores mostram que a evolução não foi má mas os desafios que temos pela frente em relação à sustentabilidade têm que ser postos", afirmou no XIX Congresso das Comunicações. Ângelo Paupério afirmou que o "sector é sustentável" mas que "tem crescido pouco em valor". Na sua opinião, "isto levanta o problema sobre a forma como se poderá investir e modernizar" no sector. Mais optimista em relação ao crescimento do sector mostrou-se Zeinal Bava para quem os investimentos que estão a ser feitos vão traduzir-se "num aumento do peso do sector no PIB". Zeinal Bava acredita que o valor das receitas do sector das telecomunicações ultrapasse os 3,5 por cento do PIB (Produto Interno Bruto), podendo chegar aos 4 ou mesmo 5 por cento do PIB. De acordo com o presidente-executivo da PT cada ponto percentual de acréscimo significa um aumento das receitas em 1,5 a1,6 mil milhões de euros. ACF. Lusa
2,740