NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
SOPA, Câmara dos Representantes recusou votar

SOPA, Câmara dos Representantes recusou votar

quinta-feira, 19 janeiro, 2012 /
SOPA, Câmara dos Representantes recusou votar

Câmara dos Representantes recusou votar SOPA. SOPA é proposta de lei contra pirataria online, contestada por Google, Facebook e Wikipedia.

A SOPA, sigla para Stop Online Piracy Act, obteve recusa nas votações por parte da Câmara dos Representantes, nos EUA. A recusa em votar a proposta de lei SOPA deveu-se ao facto de não estar apta para receber um consenso alargado, devendo voltar a ser redigida.

SOPA, Câmara dos Representantes recusou votar

Darrel Issa, opositor da proposta de lei SOPA, afirmou que «a voz da comunidade da Internet foi ouvida. É essencial que os membros do Congresso sejam mais elucidados sobre o modo de funcionamento da Internet, se quisermos discutir legislação antipirataria e alcançar um maior consenso», citado no jornal O Público.

Websites populares como a Wikipedia, 9gag e Reddit foram apenas alguns dos websites a protestar contra a proposta de lei, suspendendo os seus serviços. A proposta terá sido interpretada como uma moção de censura por parte da indústria do Entretenimento, com apoiantes como a MPAA e a RIAA, sendo considerada um atentado à liberdade de expressão e ao acesso livre à Internet tal como a conhecemos.

O Telemoveis.com também esteve suspenso durante a greve online por não se rever na actual proposta SOPA.

3,298