NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
SMS em Excesso Fazem Mal à Saúde e aos Polegares.

SMS em Excesso Fazem Mal à Saúde e aos Polegares.

quarta-feira, 27 maio, 2009 /
Os investigadores são unânimes: o uso abusivo dos SMS podem causar danos ao nível físico e mental. O vício alastra-se perante os planos ilimitados e aliciantes das operadoras. A imprensa Britânica avança com uma reportagem sobre a troca dos Sms entre teennagers nos Estados Unidos, com dados que se revelam alarmantes. A pesquisa aponta para cerca de 80 mensagens enviadas por dia o que eleva o número para 2.272 mensagens por mês. Na base da corrida ao SMS estão os planos de mensagens ilimitadas de operadoras como a AT&T Mobility e a Verizon Wirelless que tornam a comunicação via SMS aliciante e viciante entre os adolescentes. Psicólogos e psiquiatras estão reunidos em torno deste assunto que tem vindo a preocupar as famílias norte-americanas. Longe de concluir sobre os efeitos negativos do abuso de mensagens, o estudo aponta para sintomas como a ansiedade, a depressão, o stress, as insónias e a fatal distracção nos estudos. A jornalista americana Katie Hafner diz que "trocam mensagens à noite enquanto os seus pais estão a dormir. Fazem-no nos restaurantes e enquanto atravessam ruas movimentadas. Trocam ainda SMS nas aulas escondendo as mãos atrás das costas (para escapar à vigilância dos professores)". E fazem-no tão compulsivamente ao ponto de "provocarem danos nos polegares". O professor Peter W. Johnson, da Área da Saúde no Trabalho na Universidade de Washington considera que ainda é cedo para falar sobre todas as consequências possíveis, mas afirma sem dúvidas: "com base na nossa experiência com pessoas que utilizam habitualmente o computador como instrumento de trabalho, sabemos que o uso repetitivo das extremidades pode provocar distúrbios musculares. Isso nos faz pensar que o abuso de SMS pode vir a provocar, certamente, danos permanentes ou temporários nos polegares". Os pais americanos, também dependentes do telemóvel, começam, no entanto, a ficar preocupados perante os inúmeros alertas por parte dos médicos. E começam a impor medidas reguladoras aos filhos, a estabelecer horários para o envio de Sms, e a limitar o número de mensagens de texto a 5.000 por mês. Até ver.
3,993