NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Siemens patrocina selecção da China

Siemens patrocina selecção da China

sexta-feira, 14 março, 2003 /
A Siemens decidiu aplicar na China a mesma solução que na Europa: à semelhança do Real Madrid, o fabricante germânico vai patrocinar a selecção chinesa. O quarto fabricante mundial de terminais móveis decidiu, numa operação de charme, patrocinar a selecção nacional de futebol da China. Um meio com o qual a marca alemã espera conseguir conquistar os objectivos a que se propôs naquele país. "Não estamos, de forma alguma, dependentes ou pressionados pelas vendas compulsivas, mas a fatia de 10% é um número mágico para nós", explicou Rudi Lamprecht, director da unidade de telemóveis da Siemens.

"Queremos, muito concretamente, tornar a marca conhecida no país, pois não há qualquer tipo de lealdade dos clientes no mercado dos terminais móveis", continuou o mesmo responsável. Este "piscar de olho" serve, sobretudo, para tentar conquistar utilizadores às restantes marcas, especialmente à Nokia e à SonyEricsson, muito bem implantadas na China.

Na conferência de imprensa promovida pela Siemens não foram divulgados números relativos a prazos estabelecidos para atingir os objectivos ou valores envolvidos no patrocínio. No entanto, o fabricante germânico espera vender 430 milhões de terminais em todo o mundo (em 2003), sendo que mais de um quarto dessa produção (132 milhões) provém, precisamente, das unidades fabris da Siemens implementadas em território chinês.
2,942