NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Siemens cresce na América Latina

Siemens cresce na América Latina

terça-feira, 10 dezembro, 2002 /
Siemens cresce na América Latina A forte aposta da Siemens na publicidade está a dar lucros, sobretudo na América Latina, onde as perspectivas de mercado rondam os 25% de quota. Aliás, já para este ano, a Siemens prevê que os seus números relativos a produtos exportados possam quadriplicar face a termos comparativos em relação a 2001. Isto segundo dados dos três maiores fornecedores GSM da região, que apontam a marca alemã como a mais que provável líder dos mercados no Brasil, Venezuela e Jamaica, quando se fizerem as contas finais de 2002, mesmo sem contar com o novo contrato conseguido com a TIM para o Brasil e com a Digitel na Venezuela.

O acordo com a Telecom Italia Mobile (TIM) no Brasil prevê o fornecimento e instalação de tecnologia rádio em redes GSM que aquele operador pretende implementar em terras de Vera Cruz. Este é o segundo maior contrato de sempre que a Siemens consegue em infra-estruturas GSM naquele país. Com a Digitel, o negócio envolve equipamentos do mesmo tipo de rede, com implementação de estações-base, bem como sistemas de micro-ondas. Aliás, a Siemens já é líder de mercado nestes sistemas em toda a América Latina.

Mas o sucesso alemão ultrapassa as infra-estruturas. No que diz respeito aos terminais móveis, e contrapondo às 600 mil unidades previstas em produção para este ano, a fábrica instalada em Manaus já atingiu o valor de um milhão de terminais. Este número permitiu à Siemens afirmar-se claramente como líder no mercado brasileiro com mais de 50% de quota.

Tudo permitido pelo enorme potencial do mercado das telecomunicações na América Latina. São mais de 100 milhões de clientes de redes móveis, com uma taxa de penetração situada, ainda, nos 19%, espalhada pelos 20 operadores existentes na região. "Conhecemos o mercado há décadas e mantemos um contacto intenso com todos os nossos clientes, o que promove a confiança. Mas essa não é a única razão pela qual os operadores nos acham altamente atractivos como parceiros GSM: nós somos um dos lideres mundiais em comunicações deste tipo e oferecemos soluções à medida de cada um dos clientes, de acordo com as suas necessidades", explicou Joe Kaeser, membro do conselho de administração da Siemens Information and Communication Mobile.

3,032