NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Queda de tráfego nos telefones fixos

Queda de tráfego nos telefones fixos

sábado, 05 dezembro, 1998 /
Enquanto o serviço móvel soma e segue, o seu parente entrou em forte queda. O tráfego telefónico da rede fixa registou pela primeira vez nesta década um decréscimo em 1997, ao contrário do serviço móvel terrestre que aumentou, anunciou o INE. Nas estatísticas sobre Comunicações, o instituto salienta que o tráfego da rede fixa partiu de 12.772 mil milhões de impulsos em 1990 e, após sucessivos crescimentos anuais, atingiu um pico em 1996 quando registou 21.910 mil milhões de impulsos. No ano passado, não foram ultrapassados os 21.778 mil milhões de impulsos, o que representa uma descida de 0,6% face ao ano anterior. Quanto ao serviço móvel apresentou uma subida de 97%, considerando o tempo de conversação, e de 125% tendo em conta o número de chamadas realizadas. Segundo o INE, os acessos à Rede Digital com Integração de Serviços (RDIS) mantiveram-se em crescimento em 1997, com mais 143 por cento, a que se juntou a subida do número de assinantes do serviço móvel terrestre, com mais 127% (quando em 1996 tinha sido de 95%). O serviço de chamada de pessoas (paging), que representa um quinto do número de assinantes do serviço móvel terrestre, registou um acréscimo de 71%.Considerando o tráfego gerado no país, no ano passado, verificaram-se abrandamentos no crescimento do correio normal e do correio editorial.
3,091