NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
PT reduz quota de mercado

PT reduz quota de mercado

segunda-feira, 08 janeiro, 2001 /
PT reduz quota de mercado A Portugal Telecom (PT) estima perder 6% da quota do mercado das comunicações fixas atá 2002, de acordo com declarações de Carlos Antunes, administrador-delagado da PT Comunicações, ao Diário Económico. A Portugal Telecom (PT) estima perder 6% da quota do mercado das comunicações fixas atá 2002, de acordo com declarações de Carlos Antunes, administrador-delagado da PT Comunicações, ao Diário Económico. Esta redução da quota de mercado da PT surge na sequência da liberalização da rede fixa aos novos operadores, concluído a 1 de Janeiro, com a abertura da rede local (chamadas locais feitas através de novos operadores, sem necessidade de marcar qualquer indicativo de selecção). De acordo com dados do Instituto Português das Comunicações, entre Janeiro e Junho de 2000, a PT tinha perdido 1,5% da quota de mercado, sendo que no tráfego internacional esse valor subia para 16% e nas chamadas nacionais de longa distância era de 8,4%. No entanto, a PT considera que em termos de tráfego conseguiu aguentar a concorrência. O mesmo não se verificou ao nível das receitas, já que a operadora teve que baixar os preços, para enfrentar os novos operadores. Carlos Antunes, afirma, porém, que esse decréscimo das receitas foi superado pelos proveitos provenientes dos serviços prestados aos novos operadores. O administrador-delegado da PT Comunicações considera que a grande concorrência não se dará a nível das comunicações fixas, mas nas chamadas móveis, uma vez que, actualmente, cerca de 30% do tráfego é efectuado via telemóvel.
2,806
Tags
Fixa