NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Portugueses não gostam de mudar de operador móvel

Portugueses não gostam de mudar de operador móvel

quarta-feira, 26 agosto, 2009 /
A mudança de operador móvel continua a ser um acontecimento raro entre os portugueses. Segundo os dados do Barómetro de Telecomunicações da Marktest, apenas 18,3% dos utilizadores de telemóveis com mais de 10 anos já mudou de operador, o que corresponde a 1,5 milhões. Esta taxa é mais elevada entre os jovens dos 15 aos 24 anos, que mostram maior propensão para mudar de operador. Segundo o estudo, 24,9% dos inquiridos dentro desta faixa etária já mudou de operador móvel. Os números mostram uma evolução negativa em relação ao ano passado, quando a Markteste apurou que perto de 1,6 milhões de utilizadores tinham mudado de operador, numa percentagem de 19,4% dos portugueses com 10 e mais anos que possuem telemóvel. A principal razão para a mudança é o preço dos tarifários, apontada por 31,7% dos utilizadores que responderam ao inquérito da Marktest. A segunda razão evocada (por 27,7%) é a comunidade de contactos existente dentre de uma determinada rede, enquanto num nível mais reduzido aparece a cobertura do serviço e a má assistência. Os últimos dados do mercado móvel revelados pelo regulador de mercado indicam que existiam no final de Junho 15 milhões de subscritores do serviço móvel, um valor que não corresponde a utilizadores únicos, mas espelha a existência de mais do que um cartão na posse de alguns utilizadores, bem como o crescimento de serviços de dados.
3,261