NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
O perigo do telemóvel

O perigo do telemóvel

sexta, 18 setembro, 1998 /
O grande aumento do uso de telemóveis em todo o mundo tem motivado pesquisas com o objetivo de verificar os possíveis efeitos maléficos das microondas no organismo.

 

Alguns estudos realizados em várias universidades têm revelado que a exposição à radiação de microondas (utilizada pelos telemóveis e de microondas) pode causar problemas de saúde, tais como:
-Dores de cabeça e tonturas;
-Cancro de pele;
-Catarata;
-Esterilidade temporária em homens;
-Desordem no sangue;
-Problemas cardiovasculares;
-Perda de memória;
-Danos ao sistema nervoso central;
-Interferência em alguns marca-passos;
-Aumento do stress;
-Diminuição da eficiência do sistema imunológico.

Uma pesquisa detectou ainda o aumento significativo do número de tumores cerebrais em ratos expostos a radiações de microondas de mesmas características (frequência e densidade de potência) das utilizadas pelos telemóveis.

5,827
Comentários

Autores

Lauro Lopes

O Seu Android Está Lento? Isto É O Que Deve Fazer

Por Lauro Lopes | 04 fevereiro 2016

António Ferrão

História Do Telégrafo. Estas São As Datas Mais Importantes

Por António Ferrão | 29 janeiro 2016

João Fonseca

Como colocar uma música como toque no iPhone

Por João Fonseca | 15 janeiro 2016

Henrique Vieira

Países com maior velocidade de internet

Por Henrique Vieira | 16 setembro 2015

Colaborações

iOnline - Tecnologia

BQ. “Queremos ajudar na educação tecnológica em Portugal”

Por iOnline - Tecnologia | 27 novembro 2015

Tecnologia e Gadgets

IMEI. Porque todos deveriam saber o do seu telemóvel

Por Tecnologia e Gadgets | 10 fevereiro 2015

Colunistas

Diana Lopes

A minha nova aquisição: a Vívofit 2!

Por Diana Lopes | 16 dezembro 2015

Ricardo Miranda

IMPARTILHÁVEL

Por Ricardo Miranda | 09 dezembro 2015

Paulo Rossas

Meta gosto e partilhe!

Por Paulo Rossas | 30 outubro 2015

Rute Gil

O inferno são as redes

Por Rute Gil | 09 junho 2015

close