NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
No Facebook, o combate à violência é uma prioridade

No Facebook, o combate à violência é uma prioridade

quarta-feira, 29 maio, 2013 /
No Facebook, o combate à violência é uma prioridade

O Facebook reconheceu que as suas políticas de supervisão nem sempre são eficazes e anunciou que vai aumentar a supervisão a páginas que promovem conteúdos violentos.

É um facto: de quando em vez lá nos deparamos com conteúdos violentos no Facebook. Este é um problema ao que a rede social de Mark zuckerberg parece ter reconhecido a frequência, pelo que deicidiu estreitar a sua supervisão a páginas que alegadamente promovam conteúdos violentos.

O Facebook dispõe de funcionários que filtram e eliminam os conteúdos violentos da rede social, mas os critérios de avaliação dos mesmos nem sempre funcionam como idealmente deveriam - o que resulta em, por vezes, conteúdos de extrema violência passarem despercebidos por tempo suficiente até chegarem ao grande público.

No Facebook, o combate à violência é uma prioridade

"Em alguns casos o conteúdo não é eliminado tão rapidamente como queremos. Noutros, o conteúdo o que deveria ter sido eliminado não foi avaliado", afirmou Marne Levine, vice-presidente de Política Pública Global do Facebook.

Esta decisão por parte do Facebook parece ter sido tomada após terem decorrido, no passado dia 21 de Maio, vários protestos contra a rede social por parte de associações feministas, que criticam o Facebook pela sua falta de medidas severas contra páginas que promovam comportamentos agressivos contra a mulher.

3,974