NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Menos investimento é preocupante

Menos investimento é preocupante

segunda-feira, 03 dezembro, 2007 /
Jorge Coelho preside congresso APDC Citando um estudo da Ernst & Young, que aponta «a existência, em Portugal, de uma rede de telecomunicações moderna» como um dos principais motivos de atractividade para os investidores estrangeiros, Jorge Coelho notou que, entre 1998 e 2007, o investimento dos operadores portugueses caiu para metade, designadamente de 1,4 mil milhões de euros para 800 milhões, enquanto o volume de negócios duplicava de 4,3 mil milhões de euros para 8,4 mil milhões.

O presidente do congresso da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC), que amanhã começa no Estoril, defende que «tem de ser retomado o investimento por parte de quem tem que o fazer, para que o esforço que houve nestes últimos anos para se ter uma rede ao mais alto nível mundial não se degrade».

O ex-ministro que tutelou as telecomunicações considerou, paralelamente, que há actualmente «um clima de estabilidade» a nível da regulação em Portugal, o que propicia o investimento, e recordou que o sector das telecomunicações corresponde a 7% do Produto Interno Bruto português.

A esse propósito, Jorge Coelho referiu que temas como «as perspectivas dos investidores, a regulação ou a TDT» são «questões centrais» do congresso da APDC.
2,416