NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Megaupload, Finn Batato em liberdade

Megaupload, Finn Batato em liberdade

segunda-feira, 13 fevereiro, 2012 /
Megaupload, Finn Batato em liberdade

Finn Batato do MegaUpload já está em liberdade condicional. Finn Batato pertencia ao MegaUpload com Bram van der Kolk, Mathias Ortmann e Kim Schmitz.

Outro dos acusado do caso MegaUpload já está também em liberdade condicional, é ele o também alemão Finn Batato. Finn Batato juntou-se agora a Bram van der Kolk na mesma casa em Orakei, Auckland, na Nova Zelândia.

Finn Batato, segundo a contar da esquerda, foi o primeiro dos acusados a ser libertado, mas acabou por ficar mais duas semanas detido por causa de problemas na administração de uma fiança por via electrónica.

Megaupload, Finn Batato em liberdade

Guyon Foley, advogado de Finn Batato, disse que o cliente era «apenas um empregado do MegaUpload» e «não partilhava acções da empresa nem trabalhava no marketing nem na programação e dessa forma não deveria ser sujeito a uma fiança».

O juíz Nevin Dawson não concordou com o advogado de Finn Batato e decidiu que devia ser libertado sob fiança, com monitorização electrónica porque havia o risco de fugir do país. Já o fundador do MegaUpload, Kim Shcmitz, continua preso e com pedidos de liberdade negados.

2,993