NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
MegaUpload, Bram van der Kolk pede dignidade

MegaUpload, Bram van der Kolk pede dignidade

terça-feira, 14 fevereiro, 2012 /
MegaUpload, Bram van der Kolk pede dignidade

Bram van der Kolk do MegaUpload pede dignidade no processo de extradição. Bram van der Kolk diz que Nova Zelândia é independente dos EUA.

Bram van der Kolk, o principal programador do MegaUpload, pediu dignidade no processo nos tribunais neo-zelandeses onde os EUA pedem a extradição dos quatro acusados. Bram van der Kolk está em liberdade condicional desde a semana passada.

O holandês disse que «a Nova Zelândia deve lembrar-se que é um estado livre e independente, e que o seu sistema judicial não se devia curvar perante nenhum outro», numa clara alusão às pressões que o FBI tem exercido.

MegaUpload, Bram van der Kolk pede dignidade

A polícia da Nova Zelândia tem também negado uso de força excessiva durante a apreensão, mas um relatório publicado mostra que o Governo neo-zelandês enviou uma equipa anti-terrorista armada para deter toda a equipa do MegaUpload.

Bram van der Kolk e Finn Batato, libertado ontem, estão em liberdade condicional, já os co-fundadores do MegaUpload Kim Schmitz e Mathias Ortmann continua presos apesar dos apelos pela sua libertação.

2,647