NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Houve mesmo um raid policial à Samsung, na Coreia do Sul?

Houve mesmo um raid policial à Samsung, na Coreia do Sul?

quinta-feira, 11 abril, 2013 /
Houve mesmo um raid policial à Samsung, na Coreia do Sul?

A disputa legal entre a Samsung e a LG, por questões relacionadas com tecnologia para ecrãs, pode ter culminado numa rusga policial à sede principal da Samsung, na Coreia do Sul.

Houve mesmo um raid polícial à Samsung, na Coreia do Sul?

A sede principal da Samsung, na Coreia do Sul, pode ter sido alvo de um raid policial esta semana, segundo anunciou a Bloomberg. A razão de tal rusga poderá estar relacionada com as alegações de que a Samsung terá 'roubado' tecnologia OLED à sua rival LG, também uma empresa sul-coreana. O raid terá servido para que as autoridades sul-coreanas pudessem reunir provas e determinar se de facto os parceiros da LG teriam divulgado os segredos tecnológicos da empresa e, se sim, se haveria algum envolvimento da Samsung.

A LG e a Samsung têm sido duas empresas relativamente mediáticas no que a processos legais diz respeito, com ambas a acusarem-se do roubo de tecnologia OLED. Em relação às alegações, um porta-voz da Samsung terá já comentado a situação e referido que a empresa 'não tem motivos para roubar as tecnologias de outras empresas', já que considera 'ter a melhor tecnologia OLED do mundo'.

A LG, por sua vez, terá comentado o raid policial às instalações da Samsung: 'a mais recente investigação está relacionada com tecnologia para painéis OLED utilizados em televisores, mas a polícia' terá sido responsável pelas alegações.

4,886