NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Greenpeace faz protestos contra a HP

Greenpeace faz protestos contra a HP

terça-feira, 28 julho, 2009 /
Greenpeace faz protestos contra a HP A Greenpeace denunciou hoje, nos Estados Unidos as falsas promessas da Hewlett-Packard sobre a utilização de químicos nocivos. As acções de hoje da Greenpeace denuncia a continua contribuição da HP em lixo tóxico. Esta acção pretende relembrar a AP do seu compromisso em eliminar todos os químicos tóxicos dos seus equipamentos até ao final deste ano. Na Califórnia, os funcionários da sede da empresa foram cumprimentados com a mensagem:'HP = Hazardous Products' - "HP: Produtos Prejudiciais" pintada no telhado com tinta amarela e chamadas telefónicas consecutivas, pela voz do actor William Shatner, a solicitar à empresa a eliminação dos produtos tóxicos. Este protesto será acompanhado por outros a decorrer na China e na Holanda, chamando a atenção para a permanência de tóxicos poluentes nos equipamentos da HP. No inicio deste ano, a HP adiou o seu compromisso já de 2007 para gradualmente eliminar substâncias perigosas tais como os os retardantes brominados de chama (BFR) e cloreto de polivinila (PVC) dos seus computadores (excluindo desta declaração os seus servidores e as suas impressoras) por mais 2 anos, adiando de 2009 para 2011. "É uma vergonha que a HP continue a incluis estes químicos no mercado, já depois depois deste compromisso," afirmou Casey Harrell, activista da Greenpeace. "em vez de voltar atrás nos seus compromissos, a HP deveria estar a seguir exemplos de empresas como a Apple, que está a liderar o mercado com actitudes como esta." Os novos equipamentos da Apple's são quase livres de PVC e completamente isentos de BFR, comprovando assim a eficiência e disponibilidade dos produtos alternativos a estes tóxicos no mercado. O PVC é um dos plásticos mais prejudiciais ao meio ambiente e pode formar dioxinas, uma substância cancerígena. A Greenpeace assinalou que outras multinacionais como Apple, Dell, Lenovo e Acer acabaram completamente com o uso de BFRs e quase totalmente com o do PVC. Se os outros conseguem...
2,278