NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Facebook e bolo de chocolate: o que têm em comum?

Facebook e bolo de chocolate: o que têm em comum?

quarta-feira, 07 novembro, 2012 /
Facebook e bolo de chocolate: o que têm em comum?

Facebook e bolo de chocolate têm mais em comum do que se pode imaginar, segundo rede social de Mark Zuckerberg. E vocês? São viciados no Facebook?

O Facebook é como um bolo de chocolate, de acordo com a nova campanha da rede social de Mark Zuckerberg que alerta os utilizadores mais viciados para os constrangimentos que a sua dependência pode causar, de acordo com as informações avançadas pelo Jornal de Notícias.

Facebook e bolo de chocolate: o que têm em comum?

Os bolos de aniversário unem as pessoas. Dão-nos o pretexto para desfrutar e celebrar o [facto de] estarmos juntos. Contudo, comer bolo em demasia não faz bem à saúde. De igual forma, o Facebook é como um bolo de aniversário, previne a rede social em relação ao vício que alguns dos seus utilizadores sofrem e que pode levar à dependência de mensagens privadas, notificações, comentários e, inclusive, simples Likes.

 Já não é a primeira vez que são documentadas questões como o vício/dependência que a Internet - e em especial as redes sociais - pode causar aos seus utilizadores.

Alguns dos seus efeitos mais prejudiciais incluem o nosso próprio limiar de atenção - que o Mashable refere já ter sofrido uma redução na ordem dos 40% desde o ano 2000. Podem conferir mais alguns factos relativos ao vício que a Internet e o Facebook provocam nos seus utilizadores no infográfico que disponibilizamos já a seguir:

Facebook e bolo de chocolate: o que têm em comum?

O Facebook conta actualmente com mais de mil milhões de utilizadores em todo o mundo e esta campanha, apesar de humorística, pretende consciencializar os utilizadores para a dependência das redes sociais, uma questão que países como a China e a Coreia do sul já começam a tratar como uma doença do foro psicológico. E os leitores? São viciados no Facebook, ou conhecem alguém que o seja? Deixem-nos o vosso feedback!

6,469