NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Facebook decide cumprir obrigações fiscais no Reino Unido

Facebook decide cumprir obrigações fiscais no Reino Unido

sexta-feira, 04 março, 2016 /
Facebook decide cumprir obrigações fiscais no Reino Unido

Em 2015 o Facebook foi acusado de fugir aos impostos no Reino Unido.

 

*Imagem: © Dado Ruvic/Reuters

 

A questão gerou, na altura, polémica - como é que uma empresa que gera milhares de milhões de dólares em lucros por trimestre pagou apenas £4327 de taxas corporativas, relativas a 2014?

A resposta está no modo como a rede social de Mark Zuckerberg operacionaliza os negócios no Reino Unido.

 

Ou melhor, fora dele: apesar de ter uma delegação em Londres, e de manter clientes relevantes no Reino Unido, tecnicamente os negócios têm sido da competência da delegação irlandesa do Facebook.

 

É na Irlanda que o Facebook mantém a sede internacional.

Além do Facebook, também a Google e a Amazon, entre outras, são alvos de acusações semelhantes.

 

O Facebook vai mudar de abordagem

 

A partir de Abril deste ano o Facebook vai passar a taxar os seus negócios no Reino Unido.

A reestruturação vai funcionar da seguinte maneira:

 

• Os lucros gerados em publicidade, no Reino Unido, vão ser taxados localmente
• Esta reestruturação só será aplicada aos negócios de grande dimensão da empresa
• Os pequenos negócios de publicidade do Facebook continuam a ser taxados na Irlanda

 

A BBC identifica alguns dos maiores anunciantes do Facebook no Reino Unido.

As mudanças só se deverão reflectir em 2017.

 

O motivo desta reestruturação parecem ser evitar pagar ainda mais impostos: o Reino Unido vai passar a cobrar 25% dos lucros às empresas que recorrem a esquemas como este.

 

Ou seja: acaba por ser preferível pagar a taxa de 20%.

 

2,263