NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Estudos sobre riscos de telemóvel causar cancro são contraditórios

Estudos sobre riscos de telemóvel causar cancro são contraditórios

quinta-feira, 15 outubro, 2009 /
Estudos sobre riscos de telemóvel causar cancro são contraditórios Até agora tem sido difícil demonstrar esta ligação, embora os melhores estudos sugiram alguma associação entre o uso do telemóvel e o cancro revela artigo publicado hoje no Portal de Oncologia Português. Estudos que tentam perceber se os telemóveis podem provocar cancro, principalmente tumores cerebrais, variam muito em qualidade e pode haver uma certa parcialidade naqueles que mostram menos risco, revelam investigadores esta terça-feira, avança a agência Reuters. A equipa, liderada pelo médico Myung do Centro Nacional de Cancro da Coreia do Sul, examinou 23 estudos que envolveram mais de 37 mil pessoas e descobriu que os resultados geralmente dependem de quem conduz o estudo e de como os investigadores lidam com o preconceito. "Encontramos uma grande discrepância na associação entre o uso do telemóvel e o risco de tumor por grupo de pesquisa", escreveram os investigadores no Journal of Clinical Oncology. Risco mínimo A equipa afirma que oito estudos, que empregaram métodos de "alta qualidade" para evitar que os participantes sejam parciais, descobriram um risco moderado de tumores em pessoas que usaram telemóveis em comparação com as que nunca usaram ou que usam raramente. Um risco crescente de tumores benignos também foi detectado entre as pessoas que usavam os telefones por uma década ou por mais tempo. Estes estudos foram financiados pelo sueco Work Environment Fund, o Orebro Cancer Fund e o Orebro University Hospital Cancer Fund. Já os estudos que usaram métodos de "baixa qualidade" (para evitar parcialidade) descobriram que os utilizadores de telemóveis tinham menos riscos de desenvolver tumores do que as pessoas que nunca os usavam. Entre os financiadores destes estudos estão dois grupos industriais, o Mobile Manufactures Forum e o Global System for Mobile Communication Association. Os investigadores concluem que os estudos examinados não são amplos o suficiente para determinar se o uso do telemóvel pode provocar tumores.
4,062