NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Espanha corta 3 a 4 milhões de números de telemóveis

Espanha corta 3 a 4 milhões de números de telemóveis

segunda-feira, 09 novembro, 2009 /
Espanha corta 3 a 4 milhões de números de telemóveis Por ordem do Ministerio del Interior espanhol, os operadores desligaram o serviço, ao inicio do dia de hoje, a cerca de 3 ou 4 milhões de cartões pré-pagos, por não terem cumprido com o registo dos seus equipamentos e números atempadamente. O Decreto de Lei em vigor é uma reacção ao ataque terrorista de 11 de Março de 2004, cujos elementos recorreram a diversos telemóveis para activar as bombas em Madrid, que vitimou 191 pessoas. Assim, todos os equipamentos pré-pagos, terão que ter preenchido um documento digital com a identificação do utilizador. Desde esta manhã, que quem tentou fazer uma chamada sem ter efectuado o registo (que esteve disponível por 2 anos) vai ouvir uma gravação com as instrucções de como reactivar o seu número, os equipamentos também ficaram inibidos de receber chamadas, embora seja possível ligar para o número de emergência internacional 112. Porque não houve um registo significativo de utilizadores, o Ministro do Interior de Espanha, na reunião com os representantes das operadoras móveis Telefonica, Vodafone e Orange, manter o período aberto por mais 6 meses, estando estas responsabilizadas pela religação dos equipamentos e reembolso do crédito perdido quando os donos dos equipamentos tomarem a atitude certa e registarem os seus equipamentos De acordo com uma notícia avançada pelo El País, o volume total de créditos não utilizados nestes equipamentos chega aos 25 milhões de euros. Quem não aproveitar esta segunda oportunidade de registo nos próximos 6 meses perderá definitivamente o seu número e qualquer crédito que estivesse associado.
4,592